Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010

Vitória do Leeds United em Old Trafford. Um resultado que não é nem histórico, nem surpreendente. Há uma boa década atrás. Hoje em dia é um pequeno grande milagre que só uma prova com a magia da FA Cup era capaz de nos presentear. Uma bela forma de arrancar o ano.

Depois do Boxing Day e das três jornadas de final de ano que provaram que há mais luta daquela que se imaginava a principio de Dezembro com o Chelsea a sofrer multiplos tropeções, o Arsenal a provar a sua subida de forma - mesmo sem van Persie - e o Manchester United a dar uma no cravo e outra na ferradura havia algo mais. Em Inglaterra, se há algo mais importante que a liga, é a FA Cup. A mais antiga competição da história do desporto-rei, a Taça de Inglaterra, como é mais conhecida fora das ilhas, é uma competição que todos os técnicos querem ganhar. Por muito complicado que esteja o panorama na liga ou na Europa, negligenciar a prova significa uma grosseira reprovação do público, habituado aquelas tardes inesquecíveis no velho Wembley, hoje transformado num multiusos sem alma. E se alguém sabe bem do que falo, esse é Alex Ferguson. Em 2000 abdicou de participar na prova por preferir viajar até ao primeiro Mundial de Clubes no Brasil. Os adeptos assobiaram o seu técnico pela primeira vez em largos anos e a fraca imagem deixada no Mundialito só piorou as coisas. Mas nunca os Red Devils tinham sofrido como este fim-de-semana.

Minuto 19 em Old Trafford. Um lançamento rápido e um desvio oportuno. Estava feita história num desses simples gestos que definem o contundente futebol inglês. Um jovem desconhecido, Jermaine Beckford, logrou o que nenhuma das estrelas do conjunto rival conseguiu em largos 90 minutos. Não só era a primeira vez que o Manchester United era eliminado na primeira ronda da FA Cup no consulado de Ferguson. Era também a primeira vez que era eliminado por uma equipa da League One - a terceira divisão do futebol inglês. Que essa equipa seja um dos dois grandes rivais extra-muros do United torna a tarde ainda mais dramática. Que essa equipa seja o Leeds United torna o futebol ainda mais belo.

A histórica formação do Yorkshire, a terceira máxima força do futebol inglês a norte das Midlands - a par do Liverpool e Man United - agoniza nos escalões secundários. Vitima de uma politica financeira desastrosa, o Leeds United que abriu a década como uma das melhores equipas da Europa, fechou-a no topo da tabela da League One. Sem as estrelas que marcaram a década desportiva do clube - Kewell, Smith, Viduka, Bridges, Woodgate, Ferdinand e afins - o conjunto de Elland Road aposta agora na sua formação e a vitória em Old Trafford parece indicar que estão no bom caminho. O apoio incansável dos 9 mil adeptos do Leeds prova bem que o clube está vivo. Mas a precisar de dinheiro e estabilidade para trepar na classificação. A eliminação de um velho rival pode ser o suplemento de oxigénio necessário em Leeds para atacar a subida.

Nem Giggs. Nem Owen. Nem Berbatov. Nem Rooney. Um quarteto de luxo que não soube dobrar uma defesa composta por adolescentes. A derrota do United depois de uma goleada ao Wigan diz muito desta versão do conjunto de Old Trafford. Sem Cristiano Ronaldo e Carlos Tevez a equipa perdeu em garra e contundência. Rooney está a fazer uma boa época mas Giggs - depois de um excelente arranque de ano - Owen e Berbatov parecem pouco talhados para os momentos dificeis. O bulgaro continua a ser um case-study. Se de Owen se sabia que era um jogador marcado pela inconstância e se Giggs tem a eterna desculpa da idade, já Dimitri Berbatov continua a dar razão a quem o aponta como uma das piores contratações da década de Ferguson. Com ele em campo a equipa não rende tanto, não ataca tão bem e falha muitos, muitos golos. Ferguson insistiu com ele no duelo contra o Leeds depois das boas indicações dos últimos duelos para a liga mas há algo no avançado que continua a não funcionar. E que começa a ser verdadeiramente preocupante. Apesar dos tropeções do Chelsea - que agora perderá Obi Mikel, Essien e Drogba - este United parece pouco talhado para os grandes titulos e algo terá de mudar radicalmente em Old Trafford se a equipa quer conseguir o histórico Tetracampeonato.

No meio do duelo pelo titulo e da magia de uma tarde de taça, em Leeds festejou-se como há muito a cidade não via. As camisolas brancas voltaram a subir ao mais alto e por uma vez foram capa de jornais pelos motivos certos. Quem se lembra das históricas formações de Elland Road sabe o quão importante é para o futebol inglês contar com um Leeds forte na Premier League. Contamos os largos dias que teremos de esperar ainda pelo regresso. Sabendo que terá de acontecer eventualmente...



Miguel Lourenço Pereira às 09:12 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO