Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

O AIK Solna voltou a sagrar-se campeão. Um dia redondo para os adeptos que esperavam há já 11 anos para conseguir o 11 título. Uma vitória clara de um conjunto que marcou o futebol sueco do final dos anos 90 e começa agora a ressurgir de novo para a ribalta desportiva. Os amarelos estão em festa.

Solna é um pequeno subúrbio da grande Estocolmo, capital do reino e princesa do Báltico. Poucos ouviram falar dela até há uns anos atrás um clube ter catapultado de novo o nome da localidade para as capas de jornais. O AIK, de amarelo e preto, quebrava a hegemonia do trio de grandes do futebol do sul composto por IFK Goteborg, Malmo e Norkoping e abria uma cisão entre o passado e o presente do futebol nórdico. Fundado no popular bairro de Solna, então pertencente à capital, o clube consolidou o seu poderio nos anos 30 onde venceu 7 dos seus actuais 11 titulos. Nos anos 50 Solna tornou-se uma localidade independente e o AIK permaneceu fiel aos seus terrenos históricos. Mudou o nome mas manteve-se habitué do Rasunda Stadion, o mesmo da selecção nacional. Então começou o seu declive desportivo, tanto contra os rivais da capital - Hammarby e Djurdgarden - como com os clubes do sul. Durante 60 anos a equipa não voltou a saborear um titulo apesar de continuar a ser tratada com a reverência de um grande. Um grande adormecido! 

 

No arranque desta época o conjunto de Solna não estave entre os favoritos. Uma formação baseada em jovens locais e apenas cinco estrangeiros (dois argentinos, um eslovaco, um brasileiro e um holandês) destoavam da formação tipicamente sueca. O técnico Mikel Stahre tinha um árduo trabalho pela frente, até porque o IFK Goteborg, também longe dos seus melhores dias, exibia-se de forma demolidora no arranque do torneio. A pouco e pouco o AIK foi trepando na classificação e quando chegou ao primeiro posto nunca mais o deixou. Com uma equipa sem estrelas nem grandes promessas da temível selecção sueca de sub-21, aos amarelos bastou-lhe um conjunto homogéneo e sólido. Foi aguentando as investidas dos rivais e amealhando pontos preciosos em terrenos complicados. Kalmar, Elfsborg, Hammarby, Helsinborg e companhia tentaram acompanhar o ritmo do conjunto amarelo mas só os rivais de Goteborg se dispuseram a lutar até ao final. Este fim de semana decidia-se tudo e os dois grandes voltavam a olhar para a classificação e a fazer contas.

O AIK tinha perdido sete jogos contra seis do IFK. Mas partia com um simples ponto de avanço graças à maior regularidade, particularmente na segunda volta. O jogo no mitico Ullevi em Goteborg ia decidir o título. Era o duelo que todos esperavam. Os adeptos locais encheram o recinto para apoiar a sua equipa mas o dia era dos eternos rivais. Um jogo disputado, do principio ao fim, e um resultado determinante. Vitória por 1-2 dos visitantes e o titulo celebrado, mesmo ali, no relvado do eterno rival. A equipa até tinha estado a perder. Mas o caracter ganhador veio ao de cima. A conexão Antonio Flávio-Ivan Obolo voltou a funcionar. E ambos fabricaram o golo do empate. O golo do titulo. Para evitar contas perigosas surgiu Daniel Tjernstrom. A poucos minutos do final fechou o campeonato de forma definitiva. E ajustou as contas pendentes com todas as derrotas da última década do histórico clube do norte.

 

Para o próximo fim de semana há taça e repete-se o duelo, agora em Estocolmo. Poderá ser o ano da dobradinha e em Solna a euforia é total. Vem aí o duro inverno e o campeonato termina. Para o ano já se sonha com repetir o feito. Na capital pede-se que chegue depressa a Primavera. Pelo menos este Inverno será mais fácil de suportar. 



Miguel Lourenço Pereira às 17:15 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO