Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Sempre considerei que as segundas divisões são mais interessantes e competitivas do que as primeiras. Para começar, aqui não há papões. Não há grandes. Os melhores são promovidos e os que descem não são favoritos. Tem de se juntar ao grupo e mostrar o seu valor. Quem vem debaixo trás garra e quem cai ao poço quer voltar. Isso passa com qualquer campeonato. Aqui não se joga para o título, para a Europa ou a feijões. É matar ou morrer. Subir ou descer. Ficar um ano mais por aí não interessa a ninguém.

Este espírito rebelde faz com que a incerteza seja sempre mais clara do que em qualquer outra divisão. Mais abaixo o desnível é maior, mais acima já começamos a viciar o espírito do jogo. A Championship em Inglaterra é capaz de produzir jogos de antologia. A Série B do Cálcio já provocou campanhas únicas de equipas que deslumbravam pelo seu futebol. E se seguimos vamo-nos perder por aí. E Portugal, que se passa com a nossa segunda vaga?
 
Desde que a Liga decidiu acabar com essa ideia de subir directamente os clubes da II B à primeira divisão, um por cada região do país, começou a notar-se que algo de errado passava no futebol nacional. Aquela que já foi conhecida por vários nomes (II Divisão, Liga de Honra, Liga Vitalis, etc…) foi criada para servir como filtro, entre o fraco futebol praticado nos campeonatos regionais (Norte-Centro-Sul) e as equipas de primeiro nível. Seria uma espécie de divisão de transição. Uma queda mais suave para quem descia, um período de adaptação mais cómodo para quem subia e para os outros, um ponto intermédio. A ideia, em si, tinha as suas virtudes. Seguia o exemplo das grandes ligas europeias e vinha acompanhado de mudanças estruturais a nível dos campeonatos nacionais e regionais. Mas como sempre, de boas intenções, está o inferno cheio. Longe de subir o nível qualitativo do futebol nacional, a II Liga reduziu-o drasticamente. Passou a ser uma prova onde equipas vagueavam ano após ano, sem nunca lutar verdadeiramente pela subida de divisão, mas mantendo os míseros tostões atribuídos pelo organizador, a Liga.
 
Criou-se o vício da subida e descida de várias equipas, que ao baixar de divisão encontravam um nível de tal forma baixo, que pouco lhes custava dar de novo o salto à primeira. Para corrigir esse grave défice qualitativo – e porque essa podridão já se tinha instalado também há muito na I Divisão, particularmente a partir do ano 2000 com o aparecimento das SAD, a chegada em massa de brasileiros de quarto nível e da fuga dos melhores talentos nacionais, fruto da aplicação da lei Bosman – decidiu cortar-se o mal pela raiz. Menos duas equipas na I equivalem a menos quatro em total nas chamadas competições profissionais. Mais uma vez a intenção era boa (a própria FIFA há anos que anda a pedir campeonatos de 14 ou 16 equipas como máximo) e mais uma vez falhou por completo. A medida não subiu a qualidade das equipas e dos projectos, limitou-se a retirar financiamento a quatro clubes que antes dele beneficiavam. A falta de coordenação a nível organizativo, o poder das transmissões televisivas, mal negociadas, transmitidas fora de horas e os estádios vazios como consequência dos preços exorbitados e da fraca qualidade de jogo, esvaziaram por completo o futebol nacional. E mais, a desorganização total do futebol amador, nas mãos de uma Federação mais preocupada com projectos megalómanos (Europeu, Mundial, campanhas da selecção) do que propriamente em por ordem na casa, fizeram o resto. Hoje uma equipa como o Gondomar ou a Oliveirense, que lutam para sobreviver na II Liga, nunca poderia aguentar na I Divisão. O fosso é demasiado grande.
 
Hermínio Loureiro, que desde que se tornou presidente da Liga já conseguiu fazer pior que aquilo que se acreditava ser possível, vem agora com uma nova decisão. Uma nova tábua de salvação. E, como suspeitamos, um novo flop. Em lugar de preocupar-se em fazer com que Liga funcione como uma verdadeira organização de todos os clubes – negociando directamente com patrocinadores, transmissões, logísticas, … - tenta tapar o sol com a peneira propondo uma nova remodelação da II Liga. Que não se deve começar a casa pelo telhado, isso já se sabe. Mas viver ao relento também não ajuda ninguém. O problema do futebol nacional é de base, e aí a culpa é da FPF. Mas a base do futebol profissional é a II Liga e a proposta da criação de duas divisões – cada qual com 10 clubes divididos, supostamente, em critérios geográficos – é dar um salto para trás de quase vinte anos. A ideia do apuramento posterior por play-off é de tal forma ridícula que só encontra paralelo na confusão gerada nas II e III Divisões com a divisão a meio da época, das zonas em duas pequenas ligas. Invenções que vendem jornais mas que não resolvem problemas. Que exista um play-off para promover equipas, isso não é novo – basta ver Inglaterra – mas voltar ás divisões regionais não resolve absolutamente nada. Essa situação vai, em primeiro lugar, provocar conflitos desnecessários sobre quem entra onde. E por outro manter projectos que, numa competição a 14 ou 16 não teriam lugar, apenas porque estão numa zona menos competitiva. Está claro que o peso da zona Norte hoje é superior na II Liga e esta alteração o que faria, inevitavelmente, seria falsear a qualidade da segunda linha do futebol português.
 
Quando uma equioa é promovida a um campeonato de um país bem organizado podem dar-se casos como os do Málaga - promovido em Espanha e com um pequeno projecto que hoje luta pela Champions League. Quando se tentam fazer as coisas sobre o joelho, apenas com o pretexto de mostrar serviço, o resultado pode ser desastroso. A imaginação começa a acabar-se e os dirigentes continuam sem perceber que para mudar algo é preciso muito mais do que uma reestruturação competitiva. É preciso mudar a própria noção de competição. Até aí chegaram, vamos sempre ter mais do mesmo!


publicado por Miguel Lourenço Pereira às 00:09 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

.Em Destaque


UEFA Champions League

UEFA Europe League

Liga Sagres

Premier League

La Liga

Serie A

Bundesliga

Ligue 1
.Do Autor
Cinema
.Blogs Futebol
4-4-2
4-3-3
Brigada Azul
Busca Talentos
Catenaccio
Descubre Promesas
Desporto e Lazer Online
El Enganche
El Fichaje Estrella
Finta e Remate
Futebol Artte
Futebolar
Futebolês
Futebol Finance
Futebol PT
Futebol Total
Jogo de Área
Jogo Directo
Las Claves de Johan Cruyff
Lateral Esquerdo
Livre Indirecto
Ojeador Internacional
Olheiros.net
Olheiros Ao Serviço
O Mais Credível
Perlas del Futbol
Planeta de Futebol
Portistas de Bancada
Porto em Formação
Primeiro Toque
Reflexão Portista
Relvado
Treinador de Futebol
Ze do Boné
Zero Zero

Outros Blogs...

A Flauta Mágica
A Cidade Surpreendente
Avesso dos Ponteiros
Despertar da Mente
E Deus Criou a Mulher
Renovar o Porto
My SenSeS
.Futebol Nacional

ORGANISMOS
Federeção Portuguesa Futebol
APAF
ANTF
Sindicato Jogadores

CLUBES
Futebol Clube do Porto
Sporting CP
SL Benfica
SC Braga
Nacional Madeira
Maritimo SC
Vitória SC
Leixões
Vitoria Setúbal
Paços de Ferreira
União de Leiria
Olhanense
Académica Coimbra
Belenenses
Naval 1 de Maio
Rio Ave
.Imprensa

IMPRENSA PORTUGUESA DESPORTIVA
O Jogo
A Bola
Record
Infordesporto
Mais Futebol

IMPRENSA PORTUGUESA GENERALISTA
Publico
Jornal de Noticias
Diario de Noticias

TV PORTUGUESA
RTP
SIC
TVI
Sport TV
Golo TV

RADIOS PORTUGUESAS
TSF
Rádio Renascença
Antena 1


INGLATERRA
Times
Evening Standard
World Soccer
BBC
Sky News
ITV
Manchester United Live Stream

FRANÇA
France Football
Onze
L´Equipe
Le Monde
Liberation

ITALIA
Gazzeta dello Sport
Corriere dello Sport

ESPANHA
Marca
As
Mundo Deportivo
Sport
El Mundo
El Pais
La Vanguardia
Don Balon

ALEMANHA
Kicker

BRASIL
Globo
Gazeta Esportiva
Categorias

a gloriosa era dos managers

a historia dos mundiais

adeptos

africa

alemanha

america do sul

analise

argentina

artistas

balon d´or

barcelona

bayern munchen

biografias

bota de ouro

braga

brasileirão

bundesliga

calcio

can

champions league

colaboraçoes

copa america

corrupção

curiosidades

defesas

dinamarca

economia

em jogo

entrevistas

equipamentos

eredevise

espanha

euro 2008

euro 2012

euro sub21

euro2016

europe league

europeus

extremos

fc porto

fifa

fifa award

finanças

formação

futebol internacional

futebol magazine

futebol nacional

futebol portugues

goleadores

guarda-redes

historia

historicos

jovens promessas

la liga

liga belga

liga escocesa

liga espanhola

liga europa

liga sagres

liga ucraniana

liga vitalis

ligas europeias

ligue 1

livros

manchester united

medios

mercado

mundiais

mundial 2010

mundial 2014

mundial 2018/2022

mundial de clubes

mundial sub-20

noites europeias

nostalgia

obituário

onze do ano

opinião

polemica

politica

portugal

premier league

premios

real madrid

santuários

seleção

selecções

serie a

sl benfica

sociedade

south africa stop

sporting

taça confederações

taça portugal

taça uefa

tactica

treinadores

treino

ucrania

uefa

todas as tags

subscrever feeds