Domingo, 25 de Agosto de 2013

jogadores que superam a sua condição de gladiadores dos relvados para dar outra cara. Futebolistas que ultrapassam a sua própria camisa-de-forças e  falam da mesma forma que jogam, com classe, frieza e muito talento. Xabi Alonso é um dos poucos jogadores da actualidade nesse patamar. Numa era de despropósitos, carros de alta gama, brincos, tatuagens, jogadores incapazes de dizer onde estão e para onde vão, o donostiarra é um farol de integridade da mesma forma que em campo tem sido um futebolista imprescindível na última década.

 

Agora que em San Sebastian se sonha com a Champions League convém recordar que a última vez que a equipa basca sonhou tão alto, havia um jogador no meio-campo a pautar o ritmo do jogo com uma frieza pouco habitual num adolescente. Xabi Alonso era, então, como hoje, uma bússula imprescindível. Com ele - e um punhado de outros grandes jogadores subvalorizados pelo mercado - os "donostiarras" chegaram a colocar em cheque os próprios Galácticos de Del Bosque que tiveram de fazer um esforço quase sobre-humano para não perder aquela liga.

Foi o aviso da chegada de um jogador radicalmente diferente ao protótipo espanhol.

Alonso era um médio de corte clássico. Gostava de ter a bola nos pés mas a sua especialidade estava na forma perfeitamente precisa com que a fazia mover de um lado ao outro do relvado com passes curtos e largos, lançamentos longos e diagonais precisas. Com a bola nos seus pés, o carrossel da Real Sociedade movia-se com maior claridade e precisão que a legião de estrelas do Real Madrid. Inevitavelmente, Rafa Benitez, treinador do Valência, tomou nota. Quando aterrou em Liverpool tinha uma prioridade. Trazer consigo o filho do internacional dos anos 80, Marcos Alonso, antigo jogador dos bascos e do Barcelona. A sua chegada foi fundamental para ultrapassar os problemas de construção da era Houllier. Alonso permitiu a Gerrard mover-se com liberdade, conectando mais vezes com uma frente de ataque em constante movimento. Na caminhada para a épica final de Atenas, o médio espanhol consagrou-se como um dos mais importantes centro-campistas do futebol internacional. Um dos golos - recarga de um penalty - foi seu, um mero detalhe para um ano memorável que não se voltou a repetir. Xabi continuou a jogar como os deuses mas o Liverpool deixou de vencer e quando Benitez começou a pensar que o problema podia estar no seu maestro, o jogador entendeu o toque e partiu para Madrid, um clube a quem faltava um líder como o pão para a boca. Encontrou-o.

 

Alonso tem sido o santo e senha do jogo do Real Madrid dos últimos quatro anos.

Apesar dos golos e das genialidades de Cristiano Ronaldo. Apesar da classe (intermitente) de Ozil, das correrias de Di Maria, do músculo de Khedira, da frieza defensiva ou dos golos (poucos) de Benzema e Higuain, o verdadeiro barómetro dos merengues era Alonso. Ausente ou em más condições físicas, a equipa ressentia-se como com nenhum outro jogador. Alonso era fundamental. Entendeu como poucos a concepção de jogo de Mourinho. Tornou-se no seu homem de confiança.

O jogo passava forçosamente pelas suas botas, era ele quem punha ordem na desorganização ofensiva. Os seus passes a rasgar criavam os desequilíbrios que o talento individual transformava em golo. Com uma equipa com dificuldade para progredir em controlo, com passes curtos, como Alonso demonstrou ser igualmente capaz de dominar, na selecção com que ganhou tudo (ele que começou como suplente com Aragonés para fazer-se imprescindível para Del Bosque), a sua visão de jogo era fundamental. Alonso desenhou os títulos conquistados, as goleadas e quando a sua luz se apagou, a equipa inevitavelmente desligou-se.

A chegada de Modric parecia significar uma nova via para o jogo do clube, mas o croata nunca chegou a captar bem o que Mourinho queria dele, no fundo um Xabi mais novo, mas com a mesma filosofia de jogo. Com Mourinho fora do clube, Alonso mostrou uma vez mais a sua categoria. Ele que já tinha sido respeitoso com um Benitez muito critico da sua etapa final em Liverpool, não alinhou no discurso vingativo da maioria do plantel. Manteve-se fiel ao que tinha sido, do primeiro ao último dia. Coerente com tudo. A chega da de Illarramendi, Casemiro e a boa forma de Modric, aliado à presença de Isco e Ozil, formatará seguramente um novo modelo de jogo para o Real Madrid onde a presença de Xabi já não ser tão fundamental como tem sido. Isso não invalida, no entanto, que a sua aportação não seja necessária.

 

Pode ser o seu último ano no Santiago Bernabeu - há uma renovação pendente de ser assinada que depende, sobretudo, da sua condição física, que actualmente o mantém fora dos relvados por dois meses - e portanto a derradeira oportunidade para os adeptos do clube de presenciarem ao vivo um dos melhores médios da história recente do Real Madrid. O ano mágico para o gentleman por excelência dos relvados espanhóis! Um jogador que merece sempre um tributo especial.



publicado por Miguel Lourenço Pereira às 11:46 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

.Em Destaque


UEFA Champions League

UEFA Europe League

Liga Sagres

Premier League

La Liga

Serie A

Bundesliga

Ligue 1
.Do Autor
Cinema
.Blogs Futebol
4-4-2
4-3-3
Brigada Azul
Busca Talentos
Catenaccio
Descubre Promesas
Desporto e Lazer Online
El Enganche
El Fichaje Estrella
Finta e Remate
Futebol Artte
Futebolar
Futebolês
Futebol Finance
Futebol PT
Futebol Total
Jogo de Área
Jogo Directo
Las Claves de Johan Cruyff
Lateral Esquerdo
Livre Indirecto
Ojeador Internacional
Olheiros.net
Olheiros Ao Serviço
O Mais Credível
Perlas del Futbol
Planeta de Futebol
Portistas de Bancada
Porto em Formação
Primeiro Toque
Reflexão Portista
Relvado
Treinador de Futebol
Ze do Boné
Zero Zero

Outros Blogs...

A Flauta Mágica
A Cidade Surpreendente
Avesso dos Ponteiros
Despertar da Mente
E Deus Criou a Mulher
Renovar o Porto
My SenSeS
.Futebol Nacional

ORGANISMOS
Federeção Portuguesa Futebol
APAF
ANTF
Sindicato Jogadores

CLUBES
Futebol Clube do Porto
Sporting CP
SL Benfica
SC Braga
Nacional Madeira
Maritimo SC
Vitória SC
Leixões
Vitoria Setúbal
Paços de Ferreira
União de Leiria
Olhanense
Académica Coimbra
Belenenses
Naval 1 de Maio
Rio Ave
.Imprensa

IMPRENSA PORTUGUESA DESPORTIVA
O Jogo
A Bola
Record
Infordesporto
Mais Futebol

IMPRENSA PORTUGUESA GENERALISTA
Publico
Jornal de Noticias
Diario de Noticias

TV PORTUGUESA
RTP
SIC
TVI
Sport TV
Golo TV

RADIOS PORTUGUESAS
TSF
Rádio Renascença
Antena 1


INGLATERRA
Times
Evening Standard
World Soccer
BBC
Sky News
ITV
Manchester United Live Stream

FRANÇA
France Football
Onze
L´Equipe
Le Monde
Liberation

ITALIA
Gazzeta dello Sport
Corriere dello Sport

ESPANHA
Marca
As
Mundo Deportivo
Sport
El Mundo
El Pais
La Vanguardia
Don Balon

ALEMANHA
Kicker

BRASIL
Globo
Gazeta Esportiva
Categorias

a gloriosa era dos managers

a historia dos mundiais

adeptos

africa

alemanha

america do sul

analise

argentina

artistas

balon d´or

barcelona

bayern munchen

biografias

bota de ouro

braga

brasileirão

bundesliga

calcio

can

champions league

colaboraçoes

copa america

corrupção

curiosidades

defesas

dinamarca

economia

em jogo

entrevistas

equipamentos

eredevise

espanha

euro 2008

euro 2012

euro sub21

euro2016

europe league

europeus

extremos

fc porto

fifa

fifa award

finanças

formação

futebol internacional

futebol magazine

futebol nacional

futebol portugues

goleadores

guarda-redes

historia

historicos

jovens promessas

la liga

liga belga

liga escocesa

liga espanhola

liga europa

liga sagres

liga ucraniana

liga vitalis

ligas europeias

ligue 1

livros

manchester united

medios

mercado

mundiais

mundial 2010

mundial 2014

mundial 2018/2022

mundial de clubes

mundial sub-20

noites europeias

nostalgia

obituário

onze do ano

opinião

polemica

politica

portugal

premier league

premios

real madrid

santuários

seleção

selecções

serie a

sl benfica

sociedade

south africa stop

sporting

taça confederações

taça portugal

taça uefa

tactica

treinadores

treino

ucrania

uefa

todas as tags

subscrever feeds