Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

A elite da juventude do futebol europeu junta-se a partir de hoje na Suécia para resgatar a coroa do dominio holandês. Depois de duas edições ganhas pelo conjunto da laranja mecânica este ano há pelo menos uma certeza: o cenário não se irá repetir.

 

Os campeões não lograram classificar-se e abrem assim passo a uma nova geração de campeões. Candidatos não faltam. Literalmente dos quatro cantos da Europa chegam as armadas de juventude repletas de jovens promessas e estrelas já consagradas que na busca pela imortalidade degladiar-se-ão para conseguir um lugar na final da prova. A Suécia alberga a competição e é também uma das favoritas. Apesar de ser um colectivo sem grandes estrelas, o onze sueco tem todas as caracteristicas do futebol nórdico. Futebol tacticamente correcto, bom posicionamento em campo e jovens de grande capacidade fisica e algum nível técnico. Lidera-os o jovem Marcus Berg, avançado que actua ainda na modesta liga holandesa mas que está mais do que referenciado e pode dar mesmo o salto esta pré-temporada. Os olheiros dos grandes da Europa estão atentos.

Os mais fortes candidatos à conquista do ceptro são latinos. Depois da hegemonia do futebol do norte e centro da Europa nas últimas edições, as novas gerações de talentos de Espanha e Itália estão dispostos a voltar à senda de triunfos.

 

A equipa espanhola quer repetir o sucesso da equipa A no passado Europeu. Conta com um onze repleto de estrelas já consagradas nos principais clubes da liga milionária. O técnico Lopez Caro tem à sua disposição Bojan, Raul Garcia, Asenjo, Capel e Granero prontos a repetir os feitos de 1986 e 1998. É uma equipa jovem que acenta no estilo de jogo de toque tão habitual do futebol espanhol. Com dois bons laterais ofensivos (Torres e Azpilicueta), um guarda-redes de alto nível (Asenjo) e uma linha ofensiva letal a Espanha tem claros argumentos para levar de vencida os principais rivais do grupo e ambicionar a chegar ao mais alto do pódio.

 

No grupo A o favoritismo está nas mãos de italianos. Os azzurrini têm um grupo complicado mas o técnico Pierluigi Casiraghi, uma velha glória, tem à sua disposição um dos conjuntos mais fortes dos últimos anos. Andreolli, Criscito, Pisano e Marzoratti no eixo defensivo, Marchisio, Dessena e Poli no meio campo e Giovinco, PaloschiBallotelli no ataque (com Cerci e Acquafresca como suplentes de luxo) provam que, se de individualidades falassemos, os italianos partiam com clara vantagem. Fieis ao seu estilo de jogo, os italianos esperam que o espirito letal dos dianteiros façam o serviço, mas não descuram o eixo defensivo onde se mostraram extremamente eficazes na fase de qualificação. Depois de cinco triunfos a selecção italiana quer fazer história e no encontro inaugural contra a Sérvia pode dar arranque a uma prova inesquecivel.

 

Como eventuais surpresas estarão sempre os onze da Alemanha, Inglaterra e Sérvia. 

Os germânicos voltam à alta roda do futebol europeu em bom nível depois de várias edições onde estiveram muito além do habitual. A equipa de Hrost Hrubesch, responsável da eliminação da favorita França - a outra grande ausente do certame - tem um onze repleto de jovens estrelas da Bundesliga desejosas de dar o salto. O avançado Mark Marin, os médios Sami Khedira, Mesut Ozil e Gonzalo Castro e os defesas Matts Hummels, Daniel Schwaab e Andreas Beck são as principais figuras de uma equipa capitaneada pelo promissor guardião Michael Neuer. Apesar de não contar com triunfos nesta categoria, os alemães são rivais temiveis e os primeiros a por à prova a armada espanhola. Por sua vez os ingleses também logram voltar à ribalta depois de vários anos de baixo rendimento. A equipa do jovem Theo Wallcott (e também de Gabriel Agbonlahor, Fazier Campbell, Fabrice Muamba, James Millner, Kieran Gibbs, Michael Mancienne, Micah Richards, Joe Hart...) espera surprender e devolver à selecção da rosa um trofeu que não logra desde o longinquo ano de 1984. Por fim há a equipa Sérvia repleta de jovens promessas mas que tem sempre certa dificuldade em funcionar como colectivo. Os Sulejmani, Tomic, Tadic, Tosic, Obradovic e companhia são referências entre as jovens promessas da Europa mas para vencer a este nível é preciso algo mais.

Finlândia e Bielorrussia foram as surpresas agradáveis da fase de qualificação mas ninguém esperam que tenham capacidade de bater as grandes potências europeias. Os primeiros tem um estilo de jogo claramente nórdico e acentam todo a condução de jogo no futebol de Tim Sparv, enquanto que os bielorrussos são cada vez mais uma formação a ter em conta no futebol de leste e Sergey Krivets é um nome a sublinhar a marcador vermelho. Que o diga a Turquia.

 

A prova arranca hoje com um Inglaterra-Finlândia em Halmstad e prolonga-se até ao próximo dia 29, data em que Estocolmo recebe a final e coroará o novo rei do futebol de formação europeu. 



Miguel Lourenço Pereira às 13:05 | link do post

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO