Terça-feira, 9 de Junho de 2009

Fugiu sempre ao paradigma do jovem brasileiro criado na favela com fome de bola.

Era o tipico menino de classe média, que de pequeno jogava com os vizinhos no campo do bairro rico onde vivia em S. Paulo. Devoto evangelhista, virgem confesso até ao matrimónio e rosto publicitário número um no Brasil, Kaká volto a provar que números altos são com ele. Graças ao cheque com cobertura de Florentino Perez entrou no top das mais caras transferências da história. De Zinedine Zidane herda mais do que o número 5 do Bernabeu. Sobre os ombros, carrega a partir de hoje, a responsabilidade de liderar um Real Madrid ferido de morte pela época mágica que vive o rival da cidade Condal. 

 

Aos 27 anos já tem tudo. Mas quer mais. E Milão há muito que era terra seca para os pés geniais do brasileiros tranquilo. Não tem aquelas arrancadas de génio que marcam o gene do futebol brasileiro. Gosta de caminhar de cabeça levantada, analisar e de um golpe seco decidir. Apesar de ser da geração de Ronaldinho ele é o antipoda do seu anterior colega bianconero. Kaká assemelha o seu estilo de jogo ao génio de Zico, esse maestro com e sem bola que pautou o samba do escrete canarinho de 82. Apesar do impacto mundial de hoje, a verdade é que Kaká nunca deslumbrou ao nivel dos seus galardoados compatriotas. Foi sempre mais operário que estrela, mais comprometido do que irreverente. E isso nunca ajudou a criar uma imagem de estrela planetária. Foge  dos holofotes com a mesma velocidade com que rasga defesas. No Brasil teve pouco tempo para vencer. Chamou cedo à atenção, foi convocado por Scolari para jogar o Mundial da Coreia e Japão onde acabou por sagrar-se campeão na final, jogando breves minutos. O único titulo internacional de prestigio pelo escrete do qual é o actual comandante. De S. Paulo voou para Itália e acelerou a saída de Rui Costa de Milanelo para se assumir como o novo patrão do conjunto treinado então por Carlo Ancelotti. Com Shevchenko formou um duo-letal com o qual conquistou vários trofeus. Venceu a Champions League na final de 2007 contra o Liverpool culminando uma época de sonho que lhe varia a vitória no Ballon D´Or e Fifa Award, diante de Cristiano Ronaldo e Leonel Messi. No entanto, a partir da consagração, começou o ocaso. Nos últimos dois anos o AC Milan jogou sempre abaixo das suas expectativas e Kaká não foi o elemento desiquilibrante a que nos tinha habituado. O jogo tornou-se mais lento e previsivel e as sucessivas lesões acabaram por impedir a sua real explosão. O péssimo Mundial do Brasil em 2006 e o jogo pouco atractivo dos comandados por Dunga também não contribuiram a empolgar a figura do número 22. Kaká estava farto de ficar na sombra quando está, agora, no ponto chave da sua carreira. Tal como sucedeu em 2001 com Zinedine Zidane, que então alinhava na Juventus e que perdia, de ano para ano, o impacto mediático conseguido com as suas performances pela selecção francesa, também Kaká percebeu que liderar um projecto com o que desenha Florentino Perez (que este ano está disposto a fazer o que no mandato anterior tardou cinco anos) é o melhor para voltar a fazer dele uma estrela. 

 

O novo presidente do Real Madrid quer encontrar o antidoto ideal para o sucesso do Barcelona. Entre estrelas planetárias e mediáticas, que recuperem o velho espirito de vender camisolas, jogador espanhois consagrados e jovens das camadas jovens, três estilos de jogadores que nos últimos anos não passaram pelo Bernabeu, Kaká é o lider natural. Mesmo com a chegada anunciada de Cristiano Ronaldo, Ribery, David Villa, Silva, Xabi Alonso ou Ashley Cole, o único jogador mundial com personalidade para liderar um projecto tão complexo, é o brasileiro. Capaz de se sacrificar pelo colectivo, sem necessidade de chamar à atenção como os extremos francês e português, Kaká é a base sob a qual acentará todo o futebol madrileño dos próximos cinco anos. Resta saber como será recebido pelo polémico nucleo duro do balneário (Raul, Guti, Casillas), habituado a mandar sobre os demais e como se adaptará ao estilo de jogo do futebol espanhol, bastante mais dinâmico e mexido do que o Calcio.

 

É a oportunidade de ouro para Kaká mostrar que merece realmente um lugar na história ou se passará para a posteridade como um homem que deixou a sua marca num periodo concreto mas que faltou o salto para o panteão dos sonhos. Hoje em dia a Kaká falta esse último passo...será Madrid o tapete verde ideal para lográ-lo?  



Miguel Lourenço Pereira às 11:12 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO