Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

De candidatos ao titulo a eliminados pela porta pequena. Uma campanha europeia para esquecer para um conjunto com muitas ambições mas sem qualquer capacidade de competir directamente contra rivais da mesma divisão europeia. A presença europeia do Benfica na Champions League resume-se a mais uma desilusão destroçando os sonhos de um clube que pensava ter encontrado o caminho mais rápido para ressuscitar.

Na Galileia a esperança era muita mas o milagre foi mesmo dos locais. Talvez homens de fé ao contrário dos discipulos, cada vez mais descrentes num Jesus que prometeu o Paraíso mas que está a mostrar-se incapaz de esquivar os enganos do Purgatório. Se o técnico encarnado prometia lutar pela maior prova europeia até ao final, relembrando que o Benfica da época passada só tinha o Barcelona como rival em qualidade de jogo, a verdade é que esta foi mais uma promessa vã. Sem hipóteses de repetir o titulo nacional, goleados pelo rival directo e sem os milhões que garantem os Oitavos de Final da Champions League a época começa a complicar-se em demasia para o conjunto da Luz.

A derrota em Tel-Aviv foi esclarecedora. O Hapoel local não precisou de ter mais posse de bola ou de ser melhor. Bastou com ser eficaz, palavra eliminada do vocabulário encarnado há demasiado tempo. Foram três golos sem resposta, resultados de falhos clamorosos do sector defensivo lisboeta, que condenam definitivamente o Benfica a penar um ano mais pela Europe League. Isto se o Hapoel não continuar na senda dos milagres galileios.

A equipa israelita, com um imenso Eneyema nas redes, pode ainda ambicionar ao terceiro lugar, mas preciso de muita ajuda à mistura. Ao Benfica cabe assegurar a honra de cair de pé, em casa, frente a um estádio que nunca se emocionou este ano com os seus. Contra os alemães do Schalke 04, renascidos ontem contra o Lyon e actuais lideres do grupo, um ponto pode até nem ser necessário. Mas uma nova imagem é fundamental para que o ano da reconquista da liga não termine num pesadelo sem fim. Jesus começa a perder o crédito, demasiado depressa para quem augurava o início de uma nova era.

 

Da equipa da época passada já não sobra nada. Nem espirito, nem velocidade, nem disciplina.

O Benfica em Tel-Aviv foi manso, inofensivo e medroso. Incapaz de apertar, ineficaz na hora de rematar, viu o conjunto rival controlar os acontecimentos e matar, em três estocadas, o sonho milionário. Zahavi e Douglas foram os autores dos golpes mortais mas em qualquer caso grande parte da culpa pode ser atribuida à defesa encarnada, passiva e permissiva, algo inadmissível a este nivel. Parece que há algo no onze encarnado que não se adapta ao ritmo de alta competição da maior prova europeia. A permissividade em casa frente ao Lyon que permitiu aos franceses passar de um claro 4-0 a um apertado 4-3. Os falhanços em Lyon, Gelsenkirchen e Tel-Aviv. E a incapacidade de poder gerir as oportunidades no duelo com os israelitas no encontro inaugural são demasiados sintomas para preocupar o técnico encarnado.

Jorge Jesus cometeu o pecado da soberbia e prometeu mais do que seria capaz de cumprir. Prometeu um novo ciclo interno e sofreu, em dez jogos, um severo correctivo por parte do rival portuense. Ambicionou devolver o clube à glória europeia (o Benfica não está numa final europeia desde 1990) e sai pela porta minuscula ruma a uma Europe League onde já o ano passado desiludiu no único jogo a doer (e contra o mais débil Liverpool da década). E as suas apostas mais pessoais, os argentinos Jara e Gaitán, são incapazes de fazer esquecer os seus antecessores. Se a isso justamos os ajustes tácticos que retiraram a qualidade de punch que apresentava o 4-4-2 da época passado e temos grande parte das respostas aos problemas encarnados. Cair na Europa não é grave a não ser que os objectivos proclamados sejam irrealistas. O ritmo baixo do campeonato luso deu a entender, na época passada, que a equipa encarnada jogava a alta rotação. A performance deste ano confirma que um campeonato tão débil como o luso pode perfeitamente enganar. E se o Braga lá cometeu a gesta, previsivelmente insuficiente, de vergar um Arsenal inconstante e arrogante, a verdade é que, ano após ano, se confirma que os projectos desportivos lusos têm cada vez mais dificuldade em sobreviver na mais alta roda europeia. O Benfica apenas confirmou a regra, a que o FC Porto tem sido a mais recorrente excepção.

 

Com o sonho da Champions pelo chão e a liderança da liga a dez pontos (que tecnicamente até são onze), a época parece que se eterniza na Luz. Lutar pelas duas taças é o objectivo mais natural mas que pouco tem a ver com a politica de crescimento e consolidação defendida durante todo o defeso. Um projecto com um imenso ponto de interrogação que pode tornar-se ainda mais complexo de resolver caso as previsiveis saídas dos activos mais valiosos no próximo defeso abram um buraco ainda maior para uma direcção deficitária e um técnico descreditado taparem. Um final de ano de pesadelo para um ano que arrancou dourado.



publicado por Miguel Lourenço Pereira às 09:00 | link do post

Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

.Em Destaque


UEFA Champions League

UEFA Europe League

Liga Sagres

Premier League

La Liga

Serie A

Bundesliga

Ligue 1
.Do Autor
Cinema
.Blogs Futebol
4-4-2
4-3-3
Brigada Azul
Busca Talentos
Catenaccio
Descubre Promesas
Desporto e Lazer Online
El Enganche
El Fichaje Estrella
Finta e Remate
Futebol Artte
Futebolar
Futebolês
Futebol Finance
Futebol PT
Futebol Total
Jogo de Área
Jogo Directo
Las Claves de Johan Cruyff
Lateral Esquerdo
Livre Indirecto
Ojeador Internacional
Olheiros.net
Olheiros Ao Serviço
O Mais Credível
Perlas del Futbol
Planeta de Futebol
Portistas de Bancada
Porto em Formação
Primeiro Toque
Reflexão Portista
Relvado
Treinador de Futebol
Ze do Boné
Zero Zero

Outros Blogs...

A Flauta Mágica
A Cidade Surpreendente
Avesso dos Ponteiros
Despertar da Mente
E Deus Criou a Mulher
Renovar o Porto
My SenSeS
.Futebol Nacional

ORGANISMOS
Federeção Portuguesa Futebol
APAF
ANTF
Sindicato Jogadores

CLUBES
Futebol Clube do Porto
Sporting CP
SL Benfica
SC Braga
Nacional Madeira
Maritimo SC
Vitória SC
Leixões
Vitoria Setúbal
Paços de Ferreira
União de Leiria
Olhanense
Académica Coimbra
Belenenses
Naval 1 de Maio
Rio Ave
.Imprensa

IMPRENSA PORTUGUESA DESPORTIVA
O Jogo
A Bola
Record
Infordesporto
Mais Futebol

IMPRENSA PORTUGUESA GENERALISTA
Publico
Jornal de Noticias
Diario de Noticias

TV PORTUGUESA
RTP
SIC
TVI
Sport TV
Golo TV

RADIOS PORTUGUESAS
TSF
Rádio Renascença
Antena 1


INGLATERRA
Times
Evening Standard
World Soccer
BBC
Sky News
ITV
Manchester United Live Stream

FRANÇA
France Football
Onze
L´Equipe
Le Monde
Liberation

ITALIA
Gazzeta dello Sport
Corriere dello Sport

ESPANHA
Marca
As
Mundo Deportivo
Sport
El Mundo
El Pais
La Vanguardia
Don Balon

ALEMANHA
Kicker

BRASIL
Globo
Gazeta Esportiva
Categorias

a gloriosa era dos managers

a historia dos mundiais

adeptos

africa

alemanha

america do sul

analise

argentina

artistas

balon d´or

barcelona

bayern munchen

biografias

bota de ouro

braga

brasileirão

bundesliga

calcio

can

champions league

colaboraçoes

copa america

corrupção

curiosidades

defesas

dinamarca

economia

em jogo

entrevistas

equipamentos

eredevise

espanha

euro 2008

euro 2012

euro sub21

euro2016

europe league

europeus

extremos

fc porto

fifa

fifa award

finanças

formação

futebol internacional

futebol magazine

futebol nacional

futebol portugues

goleadores

guarda-redes

historia

historicos

jovens promessas

la liga

liga belga

liga escocesa

liga espanhola

liga europa

liga sagres

liga ucraniana

liga vitalis

ligas europeias

ligue 1

livros

manchester united

medios

mercado

mundiais

mundial 2010

mundial 2014

mundial 2018/2022

mundial de clubes

mundial sub-20

noites europeias

nostalgia

obituário

onze do ano

opinião

polemica

politica

portugal

premier league

premios

real madrid

santuários

seleção

selecções

serie a

sl benfica

sociedade

south africa stop

sporting

taça confederações

taça portugal

taça uefa

tactica

treinadores

treino

ucrania

uefa

todas as tags

subscrever feeds