Domingo, 6 de Junho de 2010

Estavam condenados a um final triste depois de uma década de grandeza. Rejeitaram a cruz e caminharam de cabeça erguida. Eliminaram todos os favoritos pelo caminho apenas para cair, de pé, frente a uma azzurra com mais sorte do que nunca. Um Mundial surpreendente onde veterania e juventude disputaram um duelo único com um vencedor surpreendente e um vencido ainda mais inesperado.

 

As casas de apostas não enganavam ninguém. Brasil, Argentina, Alemanha, Espanha e Portugal arrancavam como favoritos do regresso do futebol à Alemanha. Não havia sinais de Itália ou França entre o lote de principais candidatos. Uns por serem demasiado imprevisíveis. Outros por estarem reformados. Ou isso diziam. Durante as semanas anteriores à prova o seleccionador Domenech foi acusado de continuar a apostar numa geração já acabada. Zidane tinha anunciado o final da carreira. Vieira, Barthez, Desailly e companhia rapidamente iam segui-lo. Parecia uma triste repetição do Mundial anterior. Mais ainda depois dos secos partidos da fase de grupos. Um apuramento in extremis frente ao estreante Togo e com direito a muito sufrimento. E nenhuma emoção.

A casta de campeão é um fenómeno curioso de que poucos países conseguem presumir. Portugal, por exemplo, voltou a demonstrar que não o tinha, depois de uma cavalgada rumo às meias-finais, eliminando os violentos holandeses num jogo inesquecível e aguentando a Inglaterra até aos penaltys. Um golo marcado nos três jogos a eliminar é pouco. Muito pouco. Tal como holandeses - como sempre deslumbrante no principio e decepcionantes no final - ou ingleses, com o carrasco do costume. Mas há paises que conseguem sempre ir até ao fim. Independentemente do que os espera. Assim se exibiu a Itália. Depois de suar muito na fase de grupo aguentou a Austrália até um golo oportuno nos instantes finais. E superou uma débil Ucrânia na fase seguinte. Para se encontrar com a Alemanha. A mesma de que muitos desconfiavam e que acabou por exibir o melhor futebol do torneio. Dominou (e goleou) na fase de grupo, vergou a Suécia e não teve perdão da Argentina. Nesse duelos de imortais, Del Piero emergiu como herói. E acabou com a única equipa alemã realmente atractiva desde 1974.

 

Do outro lado todos esperavam um duelo entre Brasil e Espanha, dois favoritos máximos para os apostadores.

Só que ambos se cruzaram pelo caminho com a elite dos reformados. E sairam penosamente vergados por uma insultante superioridade gaulesa. No dia do jogo contra a Espanha, o jornal Marca publicou a inesquecível foto do colectivo espanhol com o sugestivo titulo "Estes são os homens que vão reformar Zidane". Esqueceram-se que o futebol é coisa de 90 minutos, 120 se for preciso vá lá, e que Zidane, Ribery e Henry estavam mais do que habituados a fanfarronices. Os gauleses destroçaram a ambiciosa equipa espanhola e apuraram-se com um concludente 3-1. Seguiu-se o Brasil dos Ronaldos, e com ele o melhor jogo do torneio. A França repetiu o feito de oito anos antes, neutralizou o jogo brasileiro, e venceu por 1-0. De uma acentada estavam de fora dois favoritos. Faltava o terceiro. De penalty Zidane tratou de bater uma selecção portuguesa que nunca soube ser eficaz. Nem Figo, nem Pauleta, nem Cristiano Ronaldo conseguiram desfeitiar Barthez. O massacre alargou-se pelo tempo mas, na hora H, a equipa dos reformados, a equipa dos acabados, era a equipa finalista. E subitamente, eram favoritos.

Um presente envenenado entregue pela Azzurra de Lippi. O golo inaugural de Zidane na final parecia ser o final perfeito para um conto de fadas. Mas existe Materazzi. O destruidor italiano por excelência, prototipo do anti-jogador, marcou o golo do empate e depois provocou habilmente o temperamento facilmente irritável do francês careca que destroçou o final perfeito de uma carreira de altos e baixos. Doze anos depois a final foi decidida no duelo dentro da grande área. Onde a Squadra Azzurra nunca teve muita sorte. Até essa noite fresca de Berlim.

 

Há quatro anos atrás o Mundo vibrou com um torneio repleto de cartões e escassez de golos. Um torneio onde os melhores de hoje já por lá passeavam, com maior ou menor destaque. Cristiano Ronaldo, Messi, Kaká, Xavi, Ribery, Robben, Rooney, Sneijder, Torres, Villa, Tevez, Pirlo, Drogba, Park Ji Sung, Cahill, Donovan, Castillo e companhia. Os mesmos por quem o Mundo suspira agora. Agora já não vale a pena olhar para trás...o tempo escasseia. A bola vai começar a rolar! 



publicado por Miguel Lourenço Pereira às 03:55 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

.Em Destaque


UEFA Champions League

UEFA Europe League

Liga Sagres

Premier League

La Liga

Serie A

Bundesliga

Ligue 1
.Do Autor
Cinema
.Blogs Futebol
4-4-2
4-3-3
Brigada Azul
Busca Talentos
Catenaccio
Descubre Promesas
Desporto e Lazer Online
El Enganche
El Fichaje Estrella
Finta e Remate
Futebol Artte
Futebolar
Futebolês
Futebol Finance
Futebol PT
Futebol Total
Jogo de Área
Jogo Directo
Las Claves de Johan Cruyff
Lateral Esquerdo
Livre Indirecto
Ojeador Internacional
Olheiros.net
Olheiros Ao Serviço
O Mais Credível
Perlas del Futbol
Planeta de Futebol
Portistas de Bancada
Porto em Formação
Primeiro Toque
Reflexão Portista
Relvado
Treinador de Futebol
Ze do Boné
Zero Zero

Outros Blogs...

A Flauta Mágica
A Cidade Surpreendente
Avesso dos Ponteiros
Despertar da Mente
E Deus Criou a Mulher
Renovar o Porto
My SenSeS
.Futebol Nacional

ORGANISMOS
Federeção Portuguesa Futebol
APAF
ANTF
Sindicato Jogadores

CLUBES
Futebol Clube do Porto
Sporting CP
SL Benfica
SC Braga
Nacional Madeira
Maritimo SC
Vitória SC
Leixões
Vitoria Setúbal
Paços de Ferreira
União de Leiria
Olhanense
Académica Coimbra
Belenenses
Naval 1 de Maio
Rio Ave
.Imprensa

IMPRENSA PORTUGUESA DESPORTIVA
O Jogo
A Bola
Record
Infordesporto
Mais Futebol

IMPRENSA PORTUGUESA GENERALISTA
Publico
Jornal de Noticias
Diario de Noticias

TV PORTUGUESA
RTP
SIC
TVI
Sport TV
Golo TV

RADIOS PORTUGUESAS
TSF
Rádio Renascença
Antena 1


INGLATERRA
Times
Evening Standard
World Soccer
BBC
Sky News
ITV
Manchester United Live Stream

FRANÇA
France Football
Onze
L´Equipe
Le Monde
Liberation

ITALIA
Gazzeta dello Sport
Corriere dello Sport

ESPANHA
Marca
As
Mundo Deportivo
Sport
El Mundo
El Pais
La Vanguardia
Don Balon

ALEMANHA
Kicker

BRASIL
Globo
Gazeta Esportiva
Categorias

a gloriosa era dos managers

a historia dos mundiais

adeptos

africa

alemanha

america do sul

analise

argentina

artistas

balon d´or

barcelona

bayern munchen

biografias

bota de ouro

braga

brasileirão

bundesliga

calcio

can

champions league

colaboraçoes

copa america

corrupção

curiosidades

defesas

dinamarca

economia

em jogo

entrevistas

equipamentos

eredevise

espanha

euro 2008

euro 2012

euro sub21

euro2016

europe league

europeus

extremos

fc porto

fifa

fifa award

finanças

formação

futebol internacional

futebol magazine

futebol nacional

futebol portugues

goleadores

guarda-redes

historia

historicos

jovens promessas

la liga

liga belga

liga escocesa

liga espanhola

liga europa

liga sagres

liga ucraniana

liga vitalis

ligas europeias

ligue 1

livros

manchester united

medios

mercado

mundiais

mundial 2010

mundial 2014

mundial 2018/2022

mundial de clubes

mundial sub-20

noites europeias

nostalgia

obituário

onze do ano

opinião

polemica

politica

portugal

premier league

premios

real madrid

santuários

seleção

selecções

serie a

sl benfica

sociedade

south africa stop

sporting

taça confederações

taça portugal

taça uefa

tactica

treinadores

treino

ucrania

uefa

todas as tags

subscrever feeds