Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

O futebol é um desporto de semi-deuses mas nunca nenhum deles mostrou ser omnipresente. Até que chegou Soren Lerby. Na mágica Danish Dynamite que maravilhou o futebol da década de 80 havia vários génios. O inconstante e cerebral Laudrup, o velocista Simmonsen e o eterno fumador Elkjaer Larsen. Mas nunca nenhum dos três logrou o feito histórico do mitico Soren Lerby. No mesmo dia Lerby provou ser omnipresente.

 

Os registos do mundo do futebol estão repletos de episódios curiosos, daqueles que passam ao lado dos mais distraidos. Na vida de Lerby há vários episódios assim. O médio dinamarquês foi um verdadeiro enfant-terrible numa era onde aos jogadores ainda era permitido muito pouco. Membro estelar de uma geração histórica do futebol dinamarquês - e europeu - Lerby era especial.

No caracter, no estilo de jogo e na determinação. Foram essas as principais caracteristicas que o celebrizaram no campo. E fora dele. Lerby nunca virava as costas a um desafio e tinha um espirito competitivo inimitável. Passou a adolescência a jogar em pequenos clubes amadores dinamarqueses numa era onde o profissionalismo ainda era quase uma ilusão. Quando Allan Simonsen começou a ganhar fama internacional as equipas europeias voltaram-se para o mercado nórdico. Numa das viagens dos seus olheiros, o Ajax descubriu o jovem e recrutou-o com apenas 17 anos para a sua equipa principal. O médio actuou pelo conjunto ajaccied durante oito largas épocas onde venceu cinco títulos e foi eleito capitão de equipa, antes de se mudar para o poderoso Bayern Munchen. Foi em 1983 e rapidamente se tornou pedra basilar do conjunto bávaro. Por essa altura já era o peso e medida do meio-campo da Danish Dynamite de Sepp Piotnek. E foi a sentir-se dividido entre dois compromissos inadiáveis com o seu clube e selecção que Lerby fez história.

 

O feito que o faz ser recordado ainda hoje teve lugar num chuvoso 13 de Novembro de 1985.

O futebol europeu não tinha ainda a mesma estructura organizativa de hoje e era muito comum haver jogos de distintas competições no mesmo dia. Isso implicava um problema para as equipas e jogadores que eram forçados a escolher entre manter-se fiel à sua selecção ou seguir com o clube que lhes pagava o salário. A maioria assinava acordos entre a federação e clube. Lerby não o fez. O seu caracter impedia-o de optar. Nesse dia Lerby tinha dois compromissos e estava determinado a não faltar a nenhum deles. E portanto, logrou o impossível. Tornou-se omnipresente.

Às 12h00 da manhã apresentou-se com os seus restantes colegas no relvado de Dublin. A Dinamarca visitava a Irlanda e o jogo era decisivo para confirmar o apuramento dinamarquês para o Mundial, pela primeira vez na sua história. Lerby juntou-se aos seus colegas e tomou parte na histórica vitória por 1-4. Com o terceiro golo dinamarquês, dez minutos depois do intervalo, o médio pediu a substituição. Foi ao minuto 58. Sem tomar banho saiu imediatamente do estádio com um motorista privado que o levou ao aeroporto da cidade onde o esperava um jacto privado fretado pelo Bayern Munchen. O avião levou-o até Bochum onde o clube bávaro disputava uma eliminatória da Taça da Alemanha. Depois de aterrar o avião o jogador rumou ao estádio. Chegou aos 35 minutos de jogo decorridos. Ao intervalo foi lançado para o relvado e ajudou o Bayern a empatar, depois de ter começado a perder. Tinha acabado de fazer história. O primeiro futebolista a actuar, no mesmo dia, por duas equipas diferentes, em países diferentes e competições diferentes. Omnipresente.

 

A carreira de Soren Lerby foi mágica. Depois da era bávara, o médio viajou até França onde actuou pelo AS Monaco. Atraido pelo estilo de vida de playboy da capital monegasca o médio passou apenas uma temporada na Ligue 1 antes de voltar à Holanda onde assinou pelo PSV. Esteve na final da Taça dos Campeões Europeus que os holandeses bateram o SL Benfica antes de se retirar com o ouro europeu ao pescoço. Atrás de si deixou um registo notável de 67 internacionalizações, um Mundial, dois Europeus e 1 Taça dos Campeões, para além das vitórias nas ligas holandesas e alemãs. Mas com o passar do tempo os titulos foram caindo no esquecimento. Mas que um dia Lerby tenha desafiado o tempo e espaço, isso é uma recordação que não tem preço.



Miguel Lourenço Pereira às 02:43 | link do post | comentar

2 comentários:
De Sport TV a 26 de Abril de 2011 às 22:27
Gostei,Luisa


De Miguel Lourenço Pereira a 27 de Abril de 2011 às 08:14
Olá Luisa,

Obrigado pelo feedback!

É sempre bem vinda ao EJ!


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO