Segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Foi o primeiro campeão nacional do novo milénio. Um feito que nem a mais deprimente das dívidas poderá apagar. Juntou-se ao exclusivo clube de campeões depois de uma vitória categoria sobre o Desportivo das Aves. Um triunfo no seu estádio, reinaugurado pouco tempo antes para o Euro 2004, nascido a tempo de ver a festa axadrezada. Durante anos tinha ameaçado várias vezes os chamados grandes. Em 2001 deu a estocada letal. Hoje está a um pé de cair dos campeonatos profissionais. E muitos continuam sem perceber como pode estar prestes a cair no poço o clube das camisolas esquisitas.

 
Durante anos viveu à sombra do FC Porto. Clube da zona rica da cidade, sempre foi olhado com despeito pela maioria portista e pelo esquadrão mais popular do Salgueiros. Foi crescendo a pulso e nos anos 70 a chegada de Valentim Loureiro deu uma reviravolta aos destinos do clube do então pequenino campo do Bessa. A contratação de José Maria Pedroto, esse treinador dos milagres impossíveis, fez nascer o primeiro “Boavistão”. Por pouco não arrecadou a liga ao SL Benfica. Mas deixou o aviso. A saída de Pedroto para o rival voltou a mergulhar o Boavista no meio da tabela, mas não voltou a cair de divisão. A pouco e pouco o Bessa tornava-se num forte cada vez mais complicado de conquistar. A começar os anos 90 a chegada de Manuel José renasceu o espírito do “Boavistão”. Dupla presença na final da Taça de Portugal, uma vitória sobre o recém-coroado campeão FC Porto e uma geração de talentos liderada por João Vieira Pinto, Nelo, Rui Bento, Barny, Timofte, Artur e Ricky tornaram na equipa axadrezada no quarto grande do futebol nacional. As primeiras idas à Europa foram marcadas por jogos inesquecíveis, especialmente contra equipas italianas (Inter, Nápoles, Torino), e daí nasceu a alcunha de equipa com camisolas esquisitas. Mas marcantes.
 
O final dos anos 90, já com João Loureiro a orientar o clube de fora e Jaime Pacheco no banco, voltou a ver a equipa do Bessa disputar o troféu até ao fim. Voltou a cair, após uma noite para esquecer em Faro, mas deixou o aviso. Com Ricardo, Litos, Pedro Emanuel, Martelinho, Sanchez, Douala ou Fary, este Boavista era um misto de raça e atitude com um genuíno talento para vencer no mais complicado dos campos. Aquele golo de Martelinho no Bessa, no virar da primeira volta do campeonato 2000/2001 frente aos azuis e brancos, decidiu o destino final desse campeonato. Nunca mais ninguém conseguiu acompanhar o ritmo demoníaco de um clube a viver uma profunda remodelação, com direito a estádio renovado, equipa de primeiro nível e uma direcção aparentemente sólida. A conquista do campeonato foi o resultado de uma evolução constante, aquilo que exactamente devia passar com mais frequência nos nossos relvados com equipas da mesma dimensão como os Vitórias, Bragas e afins. O Boavista era já um grande de pleno direito e para além das grandes performances na Champions League, logrou ir a uma meia-final da Taça UEFA, onde a amarga derrota frente ao Celtic impediu uma final tripeira em Sevilla. Foi o zénite final do clube da zona nobre da Invicta.

 

O fantasma do pai Valentim sempre pesou sobre a sombra do filho e não foram poucos os que atribuíram à presidência da Liga do anterior presidente axadrezado os triunfos conquistados em campo. Partidos polémicos, quase sempre decididos a favor da equipa do Bessa, alimentaram a polémica de um país habituado a ver esses roubos de igreja só a azul, vermelho e verde…nunca com marca de xadrez. Surgiram as suspeitas desse pequeno feito grande elevado ao céu e daí, com muita fruta incluída, começou a desenhar-se a base do apito banhado a ouro…falso. A decisão final teve dois pesos e duas medidas, nos que se podem tocar e nos que são intocáveis. Ao FC Porto retiraram-se pontos inofensivos, ao Boavista relegaram para a segunda divisão, depois de em campo ter garantido a custo a manutenção. A saída precipitada do filho Loureiro terminou com uma dinastia de quatro décadas e abriu as arcas deixando a nu o vazio de liquidez e a abundância de dívidas. De um momento para o outro o exemplo Boavista desapareceu e ficaram só os milhões por pagar. A equipa foi impedida de inscrever jogadores, envoltos em múltiplos pagos pendentes, e teve de arrancar para a época com uma equipa treinada por um antigo veterano e uma série de miúdos inexperientes. A falta de salários, as bancadas vazias, um plantel sem capacidade de encarar uma subida de divisão a pulso foi arrastando os axadrezados para o abismo.
 
Depois de anos a serem acusados de serem favorecidos pelos árbitros, a campanha deste ano ficou marcada por acusações de uma equipa que não quer ser cabeça de turco. Em dúvida, agora, os árbitros apitam contra. Para não haver confusões com um passado ainda sem esclarecer bem. A dois pontos da salvação a equipa ameaça agora não voltar ao relvado. E assim consumar-se-ia a descida de divisão. O que significava abandonar os campeonatos profissionais e seguir o rumo de outros históricos agonizantes. Ou pior, o fim…para sempre…dessa pantera que soube bater o pé ao tridente antropófago do nosso futebol. Mas isso era se no futebol existisse o fado das inevitabilidades.


publicado por Miguel Lourenço Pereira às 15:25 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Últimos Comentários
Thank you for some other informative web site. Whe...
Só espero que os Merengues consigam levar a melhor...
O Universo do Desporto é um projeto com quase cinc...
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
arquivos

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

.Em Destaque


UEFA Champions League

UEFA Europe League

Liga Sagres

Premier League

La Liga

Serie A

Bundesliga

Ligue 1
.Do Autor
Cinema
.Blogs Futebol
4-4-2
4-3-3
Brigada Azul
Busca Talentos
Catenaccio
Descubre Promesas
Desporto e Lazer Online
El Enganche
El Fichaje Estrella
Finta e Remate
Futebol Artte
Futebolar
Futebolês
Futebol Finance
Futebol PT
Futebol Total
Jogo de Área
Jogo Directo
Las Claves de Johan Cruyff
Lateral Esquerdo
Livre Indirecto
Ojeador Internacional
Olheiros.net
Olheiros Ao Serviço
O Mais Credível
Perlas del Futbol
Planeta de Futebol
Portistas de Bancada
Porto em Formação
Primeiro Toque
Reflexão Portista
Relvado
Treinador de Futebol
Ze do Boné
Zero Zero

Outros Blogs...

A Flauta Mágica
A Cidade Surpreendente
Avesso dos Ponteiros
Despertar da Mente
E Deus Criou a Mulher
Renovar o Porto
My SenSeS
.Futebol Nacional

ORGANISMOS
Federeção Portuguesa Futebol
APAF
ANTF
Sindicato Jogadores

CLUBES
Futebol Clube do Porto
Sporting CP
SL Benfica
SC Braga
Nacional Madeira
Maritimo SC
Vitória SC
Leixões
Vitoria Setúbal
Paços de Ferreira
União de Leiria
Olhanense
Académica Coimbra
Belenenses
Naval 1 de Maio
Rio Ave
.Imprensa

IMPRENSA PORTUGUESA DESPORTIVA
O Jogo
A Bola
Record
Infordesporto
Mais Futebol

IMPRENSA PORTUGUESA GENERALISTA
Publico
Jornal de Noticias
Diario de Noticias

TV PORTUGUESA
RTP
SIC
TVI
Sport TV
Golo TV

RADIOS PORTUGUESAS
TSF
Rádio Renascença
Antena 1


INGLATERRA
Times
Evening Standard
World Soccer
BBC
Sky News
ITV
Manchester United Live Stream

FRANÇA
France Football
Onze
L´Equipe
Le Monde
Liberation

ITALIA
Gazzeta dello Sport
Corriere dello Sport

ESPANHA
Marca
As
Mundo Deportivo
Sport
El Mundo
El Pais
La Vanguardia
Don Balon

ALEMANHA
Kicker

BRASIL
Globo
Gazeta Esportiva
Categorias

a gloriosa era dos managers

a historia dos mundiais

adeptos

africa

alemanha

america do sul

analise

argentina

artistas

balon d´or

barcelona

bayern munchen

biografias

bota de ouro

braga

brasileirão

bundesliga

calcio

can

champions league

colaboraçoes

copa america

corrupção

curiosidades

defesas

dinamarca

economia

em jogo

entrevistas

equipamentos

eredevise

espanha

euro 2008

euro 2012

euro sub21

euro2016

europe league

europeus

extremos

fc porto

fifa

fifa award

finanças

formação

futebol internacional

futebol magazine

futebol nacional

futebol portugues

goleadores

guarda-redes

historia

historicos

jovens promessas

la liga

liga belga

liga escocesa

liga espanhola

liga europa

liga sagres

liga ucraniana

liga vitalis

ligas europeias

ligue 1

livros

manchester united

medios

mercado

mundiais

mundial 2010

mundial 2014

mundial 2018/2022

mundial de clubes

mundial sub-20

noites europeias

nostalgia

obituário

onze do ano

opinião

polemica

politica

portugal

premier league

premios

real madrid

santuários

seleção

selecções

serie a

sl benfica

sociedade

south africa stop

sporting

taça confederações

taça portugal

taça uefa

tactica

treinadores

treino

ucrania

uefa

todas as tags

subscrever feeds