Domingo, 22 de Novembro de 2009

A descida de divisão, especialmente quando se trata de um histórico, pode revelar-se traumática. Alguns nunca mais voltam tal é o dano que a queda provoca. Mas em Newcastle ninguém quer morrer na praia. A prova é longa mas os "magpies" estão determinados a fazer a festa. Com um terço da Championship cumprida a equipa de Chris Hughton é líder. E ninguém os consegue travar...

Dezzasseis jogos. 33 pontos. Um excelente saldo que dá ao Newcastle dois pontos de avanço do seu mais directo perseguidor - o também despromovido West Bromwich Albion - e, o que é mais importante, seis da primeira equipa fora dos postos de subida. Uma vantagem que até pode parecer curta, mas na liga mais competitiva do futebol inglês - onde o equilibrio tem sido a nota dominante na última década - é fundamental para sonhar com uma subida sem problemas. A Coca Cola Championship funciona de uma forma particular. As duas primeiras equipas na tabela classificativa logram classificar-se directamente para a Premier League. As equipas entre o 3 e o 6 posto disputam um play-off para garantir o último lugar. É desse cenário que o conjunto de Chris Hughton quer fugir quanto antes. E para tal liderar, categoricamente, até ao Inverno, é fulcral.

 

Com os problemas financeiros que atravessa a instituição, desde Agosto que parecia dificil que o Newcastle garantisse o regresso à Premier League logo no primeiro ano no "inferno". Para lá dos outros rivais despromovidos - Middlesborough e West Bromwich Albion - terem melhores condições, houve grandes investimentos em conjuntos históricos da liga que ansiam desesperadamente pelo regresso à elite. Casos do QPR, Nottingham Forrest, Ipswich Town, Derby County, Leicester ou Sheffild Wednesday. Olhando para a lista de equipas em prova era até fácil simular uma Premier League dos anos 80 ou 90, tal é o número de clássicos em prova. O Newcastle conhecia bem o chão que pisava e o técnico decidiu rapidamente pressionar o acelarador. E a equipa fugiu aos perseguidores. Hoje apenas 10 pontos separam o líder do 15 classificado. Isso diz muito do forte nível de competidores. Mas em Saint Jame´s Park o cenário é de optismo. A equipa manteve muitos dos bons jogadores que tinha no plantel e formou um conjunto coeso. Hughton trouxe motivação e equilibrio táctico. E acima de tudo vontade de ganhar.  Diante de Steve Harper o técnico prefere apostar num quarteto composto por José Enrique, Fabio Collocini, Steven Taylor e Danny Simpson. No miolo do terreno Nicky Butt e Kevin Nolan acompanham Jonás Gutierrez e Harewood, com Geremi e Barton como suplentes de luxo. E na frente, com ordem para fuzilar, a dupla Ameobi-Carroll.

 

A equipa abriu a época com um empate com o West Brom. Seguiram-se seis vitórias consecutivas com Ameobi e Guthrie em grande forma. Um tropeção em Blackpool e logo depois em Peterborough deixaram as contas mais equilibradas mas a equipa voltou rapidamente aos triunfos. A goleada a Ipswich e o empate diante do QPR voltaram a colocar o conjunto na liderança da prova onde ainda hoje está. Apesar disso - em 16 jogos - a equipa conta com quatro derrotas. Algumas delas injustificáveis para o técnico que defende que a equipa deveria ter um avanço mais confortável. Mas os tropeções dos rivais directos evitaram males maiores. Agora a equipa prepara-se para dois jogos complicados - frente ao Preston e logo diante do Swansea, orientado por Paulo Sousa - e duas vitórias podem supor um golpe de autoridade. A seis jornadas do final da primeira volta é fundamental chegar ao mitico Boxing Day com uma vantagem confortável. Aí disputam três jogos em seis dias e tudo pode passar. Hughton sabe-o bem. Já ganhou e perdeu ligas nessa série de jogos complicados. E não quer facilitar.

Contra todas as expectativas - a imprensa britânica passou mesmo o Verão a traçar paralelismos entre o Newcastle e o Leeds United, outro grande que agora milita na Division II - os "geordies" seguem na frente e a bom ritmo.  A época é longa e muito pode passar, mas está claro que o Newcastle United morrerá com as botas calçadas. 



Miguel Lourenço Pereira às 16:25 | link do post | comentar

4 comentários:
De Jorge Bertocchini a 23 de Novembro de 2009 às 12:05
ora viva. quando vi o destaque dado a um clube pelo qual nutro um carinho especial, surpreendeu-me a falha que reparei no artigo. o treinador do Newcastle é actualmente Chris Hughton, desde 2007 treinador adjunto dos Geordies, também incluído na equipa de Shearer (e anteriormente de Keegan e Kinnear).

de qualquer forma parabéns pelo artigo! é sempre bom ver o "meu" Newcastle a ter a atenção que merece! the sleeping giant will awaken once more! howay the lads!


De Miguel Lourenço Pereira a 23 de Novembro de 2009 às 12:22
Jorge,

Tem toda a razão. Escapou-me por completo que o Chris Hughton tinha substituido o Shearer no arranque da temporada, que era efectivamente um dos adjuntos das anteriores equipas técnicas. Obrigado pela nota ;-)

Bem vindo a este espaço

cumprimentos


De Jorge Bertocchini a 23 de Novembro de 2009 às 13:15
já sou um leitor assíduo (via rss) quase desde o início do blog e gosto dos artigos. um dia destes quando visitar o meu blog, pode ser que considere digno de figurar na sua lista de links :)
um abraço e continuação de boas jogadas!


De Miguel Lourenço Pereira a 23 de Novembro de 2009 às 14:26
Jorge,

É sempre bom e interessante conhecer as opiniões dos visitantes, especialmente os da velha guarda. E conhecer os seus espaços. Já está na nossa coluna o link para a Porta 19 ;-)

um abraço e aqui esperamos mais opiniões na mouche ;-)


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO