Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009

Muitos questionaram o título de grupo da morte. Mas a verdade está aí, indiscutível. A dois jogos do final quatro equipas com opções legitimas de sonhar com os Oitavos de Final. Uma mudança constante na tabela que levam o último a primeiro num abrir e fechar de olhos. E no meio de tudo isto o lobo de Barcelona que se parece transformar em cordeiro. E está muito perto do altar do sacrifício. E segundo o seu técnico, pode bem vir a merecê-lo.

É impressionante ver a expressão séria de Josep Guardiola diante dos jornalistas. Depois de um jogo sofrível - mais um na Europa do campeão europeu - o técnico do Barcelona não teve problemas em assumir que a sua posição é complicada. Mas também que a equipa não merece mais. E o apuramento? "Se não fizermos seis pontos, é porque não o merecemos!". Retumbante.

Com a coragem habitual Guardiola destapa o temível mês que se avizinha para os culés. Nunca, nos últimos 20 anos, um clube soube renovar o ceptro europeu. Mas cair eliminado na fase de grupos é algo inesperado. Especialmente com este Barcelona, a equipa que na época passada encantou a Europa e nos apresentou a versão mais bela do jogo mais popular. Mas, como são as coisas. Apenas meio ano depois de se sagrar campeão em Roma, o Barcelona está à beira da eliminação. Continua a depender apenas de si próprio e provavelmente nem precisa de vencer os dois jogos. Mas a imagem sofrivél e os problemas encontrados com rivais, teoricamente, acessiveis, espelha bem a preocupação do seu técnico. Que bem tinha avisado que este era o Grupo da Morte. Sem nomes sonantes ninguém acreditou. Aí está a prova.

Os catalães recebem agora o líder do grupo. Sim, o Inter de José Mourinho.

O técnico português não vencia na Europa há um ano. A mesma Europa que fez dele um Special One como poucos. O Inter arrancava em último para a segunda etapa da classificação e com tantas lesões e problemas a viagem a Kiev parecia um pesadelo. O português sabia que precisava de vencer no momento em que soube que o Barcelona, que tinha jogado em Kazan duas horas antes, tinha empatado. Mas o golo de Shevchenko, num notável golpe de sorte, logo aos 21 minutos, deixou-o desanimado. Num Valery Lobankovsky gelado, os ucranianos estavam como peixes na água e preparavam-se para carimbar praticamente o apuramento. Uma vitória tinha-os deixado como lideres isolados do grupo e a depender apenas de uma vitória em casa com o Rubin. Fazia-se a festa. Mas Mourinho nunca se dá, realmente, por vencido.

A equipa italiana reagiu, lutou e apesar de não mostrar um bom futebol não se deixou abatar. Aos 85 minutos o argentino Diego Milito teve a frieza para parar o tempo e bater Shovkovsky. O eliminado Mourinho ressuscitava e festejava de forma entusiasta. Ainda nem imaginava o que lhe esperava. Poucos minutos depois, com os 90 a dar as badaladas, Wesley Sneijder, o mais lutador, apanha um ressalto em cima da linha e dá o toque súbtil. O toque da liderança. Da vitória, um ano depois. E do sonho.

 

A dois jogos do final os italianos levam um ponto de avanço ao Rubin Kazan - que só pontuou contra o Barça - e dos campeões europeus. E mais dois que o Dynamo Kiev que terá de receber os catalães e o Rubin. Para Mourinho uma vitória em casa diante dos russos pode ser suficiente para logar o apuramento. Para o Barcelona é indispensável conquistar quatro pontos, como mínimo. E que a vitória seja, preferencialmente, contra o rival directo de Milão. Todas as contas são possíveis e o duelo do Camp Nou torna-se mais apetecível que nunca. Mas todos os ouvidos estarão essa noite em Kiev. Um empate é o resultado ideal para os dois colossos e uma vitória de qualquer um dos clubes de leste torna a última jornada dramática.

O Grupo da Morte promete ser um altar de sacrificio implacável e a esta altura do jogo parece claro que pelo menos um dos lobos se vai transformar em cordeiro.



Miguel Lourenço Pereira às 15:40 | link do post | comentar

1 comentário:
De manuel antonio a 8 de Novembro de 2009 às 02:56
Mourinho ganha agora o seu joguito ao Barça e depois, na ultima jornada, poe a rodar uns juniores com o Rubin...e lá se vai um adversário directo =P


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO