Sábado, 24 de Outubro de 2009

Nos últimos anos tornou-se notícia constante dos pequenos quadradinhos que enchem os cantos dos jornais. Um final indigno para um dos mais letais avançados dos últimos 20 anos. Percorreu meio mundo e atrás deixou uma lista de golos inesquecíveis. Christian Vieri decide parar. De vez!

Para os mais distraídos há largos anos que Vieri deixou o futebol. São os que não leram sobre as suas passagens aceleradas por uma série de clubes onde, por vezes, não sequer chegou a calçar as chuteiras. Os mais atentos sabiam que o mitico avançado que quase deu à AS Lazio um titulo histórico continua por aí, a vaguear pelos relvados europeus, sabendo que os melhores dias já tinham passado. E que dias. Durante uma década foi um dos avançados mais temidos dos relvados europeus. É dos poucos que se podem gabar em ter sido Pichichi e Capocannonieri na sua carreira. E é que o mais dificil foi descobrir Vieri mais de um ano no mesmo sítio.

 

O avançado que nasceu em Bologna em Julho de 1973 começou a sua carreira no Torino no final dos anos 80. Em 1991 fez a sua estreia pela equipa principal do Toro Negro mas só ficou dois anos no Comunale. Depois de vaguear pela Serie B, onde actuou em Pisa, Veneza e Ravenna, voltou à primeira divisão ao serviço do Atalanta, o clube que acabaria por representar três vezes ao largo da carreira. Em 1995, o seu primeiro ano como titular fixo, apontou 9 golos e chamou a atenção aos olheiros da Juventus que decidiram contratá-lo para substituir Fabrizio Ravanelli. Em Turim conquistou os primeiros titulos. Com Inzaghi formou uma excelente dupla ofensiva marcando 20 golos que lhe permitiram vencer o seu único Scudetto em 1997. Antes tinha já ganho a Supertaça Europeia e a Taça Intercontinental e aberto a sua passagem pela Squadra Azzura onde formaria com Del Piero e Inzaghi um tridente de luxo. Surpreendendo tudo e todos Vieri anunciou que sairía de Turim para rumar ao Atlético de Madrid, recém-campeão espanhol. No Vicente Calderon esteve apenas um ano, mas os 24 golos apontados em 24 jogos permitiram-lhe sagrar-se Pichichi apesar da equipa não ter podido renovar o título de campeão. E Vieri voltava a mudar de ares.

Em 1998 muda-se de Madrid para Roma e torna-se no simbolo da rejuvenescida Lazio. Ao lado de Veron e Mancini forma um eixo ofensivo letal que permite ao conjunto italiano vencer a última edição da Taça das Taças diante do Mallorca e disputar até ao último minuto do campeonato um titulo que lhe escapava à largas décadas. Uma polémica arbitragem acabou por dar o titulo ao AC Milan e foi precisamente para o Piemonte que o avançado se mudou. O Inter, desejoso de formar uma dupla de ataque única, pagou 40 mlhões de euros pelo avançado que tinha acabado de brilhar no Mundial de 1998. Juntar Ronaldo e Vieri era um sonho e foi no clube neruazurri onde ficou mais tempo: seis temporadas.

Só que as constantes lesões de Ronaldo, as entradas e saídas de técnicos e jogadores foram baixando o nível competitivo do Inter e nesse período o avançado acabou por ter de levar várias vezes a equipa ás costas. Em 2003, com 30 anos, logrou finalmente ser eleito Capocanonieri e no ano seguinte venceria o seu único titulo com o Inter, a Taça de Itália. Era a hora do adeus e da traição. Vieri mudou-se para o AC Milan mas a experiência durou apenas quatro meses. Daí passa para o AS Monaco e começa a dar a sua pequena volta ao mundo. Afastado da selecção italiana e dos grandes do Calcio, pela primeira vez voltou à Atalanta mas uma grave lesão manté-no todo o ano fora dos relvados.

 

Era o ínicio do fim.

De Bergamo passa a Florença mas depois de um ano apagado na Fiorentina decide voltar ao clube que o lançou. A experiência não corre bem com o técnico Luigi del Neri e o avançado rapidamente deixa de ser opção. Teve convites das Arábias e de Inglaterra, mas nenhuma avançou. Perde a vontade de correr e decide parar. Aos 36 anos e com uma carreira marcada por golos 185 de todas as formas e feitios em todos os grandes palcos. Faltou-lhe um grande titulo europeu e a uma vitória a nível de selecções mas é reconhecidamente o último grande 9 puro do futebol italiano. Um verdadeiro animal diante das redes que agora diz finalmente adio!



Miguel Lourenço Pereira às 09:05 | link do post | comentar

4 comentários:
De sergio_alj a 25 de Outubro de 2009 às 23:57
Desse senhor tenho três coisas que me marcaram/impressionaram!!

- O facto de ter marcado em 4 jogos seguidos no Mundial 98;
- O facto de nos seus primeiros 9 anos de profissional ter jogado em 9 clubes diferentes!!
- O facto de ter marcado 4 golos num jogo e o Atlético de Madrid ter perdido 5-4 em Salamanca!!!


De Miguel Lourenço Pereira a 26 de Outubro de 2009 às 09:04
Vieri foi de facto um goleador espantoso.

Recordo-me particularmente do ano em que disputou o Calcio contra o AC Milan de Bierofh. A época em Madrid também foi inesquecível e provavelmente o que o perdeu foi a etapa no Inter, pelas lesoes que sofreu e pelos problemas de Ronaldo. Quando aquela dupla estava a 100% era um ataque letal.

Pela Azzura foi notável no Mundial de França e nos quartos contra a França teve por duas vezes o golo nos pés. Faltou-lhe apenas esse titulo, como a outros da sua geraçao que nao chegaram a 2006, para tornar a sua lenda ainda maior.

Um abraço


De carbonato de calcio a 10 de Janeiro de 2011 às 14:53
Grande jogador..


De Miguel Lourenço Pereira a 10 de Janeiro de 2011 às 15:22
Efectivamente, um grande dianteiro!


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO