Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Qualquer semelhança entre este Benfica e qualquer outra versão de outros temporadas é, definitivamente, pura coincidência. Exibição e resultados históricos, murro na mesa e delírio nas bancadas. A águia regressou às épicas noites europeias e massacrou o Everton. Às portas do seu primeiro grande teste de fogo interno.

A hora (18h00) não convidava muito a enchentes. Mas o público lá respondeu, mais uma vez, mostrando que está em total sintonia com este equipa. Cerca de 45 mil pessoas para testemunhar mais uma jornada europeia. E a equipa não os defraudou. A história do clube encarnado está marcada por grande noites europeias. As goleadas da era de Eusébio, os golos decisivos de Nené e Águas, a vitória diante do Arsenal, o empate em Leverkusen ou a eliminação do Liverpool em pleno Anfield. Mas há muitos anos que os encarnados não viviam uma noite assim. O rival nem convidava a grandes optimismos. Não é a versão perfeitamente oleada da época passada mas era lider de grupo e um dos mais sólidos conjuntos da Premier. Orientada por um dos mais capazes técnicos britânicos, o Everton vinha para ganhar. Saiu humilhado como nunca na sua longa história. 5-0 é um resultado que, a esta altura do campeonato, é cada vez mais improvável. Mas quando Jesus solta o seu circo ofensivo, torna-se inevitável.

 

Se as debilidades defensivas das águias ficaram a nú na derrota em Atenas - com uma versão muito soft do AEK - a eficácia ofensiva do Benfica ficou comprovada definitivamente diante dos toffees. Os ingleses não contavam com alguns titulares mas apresentavam quase toda a sua artilharia pesada no ataque. O Benfica mostrou o seu melhor rosto. Julio César voltou às redes com Luisão e David Luiz à frente. Pela direita Amorim, pela esquerda Peixoto. A partir daí a orquestra pura e dura. Javi Garcia a pautar o jogo e Ramires a dar velocidade às transições. A conexão sul-americana tratou do resto. Di Maria rasgava pela esquerda, Aimar deslocava-se para o eixo central e Saviola e Cardozo entendiam-se às mil maravilhas. O Everton nem tinha tempo de reagir ao primeiro golpe. Aos 14 minutos El Conejo - mais eficaz na Europa do que na Liga - abriu a contagem com total oportunismo. Jesus pedia mais acutilância mas os ingleses iam aguentando a carga e esboçando, aqui e ali, uma timida reacção. Pouco, muito pouco. Ao intervalo o técnico voltou a provar que é um motivador nato. E lançou as bestas selvagens. Bastaram 15 minutos para fazer história. Cardozo (por duas vezes) e Luisão, ampliaram o marcadora para uns inesperados 4-0. Sem que Moyes tivesse tempo de ajustar as peças. Um vendaval ofensivo que terminou a sete minutos do fim, com Saviola a bisar. O público delirava e lembrava-se de dias que os mais novos nem conhecem e que os mais velhos se cansaram de lembrar depois de anos de tanta mediocridade. Ontem a águia avisou a Europa que estava de volta.

Ao contrário do FC Porto diante do Apoel, os encarnados encaram o jogo com um despeito insultante. Procuram constantemente as linhas ofensivas e não se cansam até ver a bola dentro das redes. Uma acutilância que traz os seus frutos e transforma o ataque encarnado num dos mais concretizadores de toda a Europa. O mérito é todo de Jesus que soube espalhar bem as peças no terreno e sacar delas a máxima produtividade. Javi Garcia, um médio ofensivo de combate, também ajuda na criação. Aimar, um jogador a quem o fisico atraiçoou vezes demais, deambula como um gigante. E a dupla Saviola-Cardozo tem a mesma eficácia da longinqua época gloriosa de Águas e Magnusson. A vitória - aliada à derrota do AEK diante do BATE - lançou os encarnados para a liderança do grupo. O apuramento não está garantido mas bem encaminhado. A equipa mostra-se atrevida e aguenta o ritmo de estar, pela primeira vez em largos anos, activa em três frentes. E mais do que isso, a sintonia criada com os adeptos é superior àquela que conseguiu na época do último titulo nacional. À indiferença dos adeptos no Dragão e ao desespero dos sócios de Alvalade, na Luz respira-se uma tremenda vontade de vencer a jogar bem. Algo raro em Portugal.

 

Na próxima segunda-feira vem o primeiro teste a doer. Se na Europa o clube mostrou ter nível para ir longe - especialmente se melhorar o aspecto defensivo que continua a dar uns valentes sustos - a nível doméstico o Benfica encontra o primeiro rival "a sério". O Nacional é um claro candidato aos postos europeus e viajar à Madeira é sempre um pesadelo para qualquer equipa. Se a prova for superada a candidatura encarnada ganha ainda mais força. E o que mais surpreende neste conjunto encarnado é o acreditar. E quando alguém acredita que é o melhor de forma tão clara, é díficil de travar.



Miguel Lourenço Pereira às 10:00 | link do post | comentar

1 comentário:
De Vitor Zenha a 25 de Outubro de 2009 às 08:59
Correcção... O benfica joga em casa. Para a semana é que vai a braga, e aí sim é o primeiro grande teste na liga.

Abraço


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO