Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

Os amantes do jogo bonito olhavam para o encontro com expectativa. Duas das equipas com o futebol ofensivo mais interessante da prova defrontavam-se logo a abrir a competição e não defraudaram, fazendo jus ao espirito que as pauta. O Standard Liege entrou com a euforia de um recém-armado cavaleiro mas neste torneio vale muito o traquejo de um velho combatente como o Arsenal. No final a inocência mostrou o seu charme mas a maturidade deu o golpe final.

Quem estava com os olhos postos no duelo grande da noite ficou certamente surpreendido com as noticias que chegava de Liege. O recém-estreado Standard marcava dois golos de um golpe só. Dez minutos demoníacos que destroçaram por completo a defesa gunner. Não vale aqui a desculpa de que Mannone não é nem o primeiro, nem o segundo guardião do castelo. Os tiros dos comandados de Laszlo Boloni - a fazer um trabalho excepcional na Bélgica - foram letais. Primeiro de Mangala, logo aos dois minutos de jogo. Seco, rápido e letal, como mandam as regras. O segundo foi inventado pelo talento de um jogador que aparece nos grandes momentos, Jovanovic. Levou com ele a defesa do Arsenal, provocou o penalty infantil de Clichy e não teve problemas em converte-lo. Um três em ano que deixava o recém-estreado, o jovem cavaleiro andante do futebol ofensivo, a pisar os profetas maturos do jogo bonito. O Arsenal é, ainda hoje, uma das equipas que melhor joga na Europa. Mas é também dos mais inconstantes. E isso nota-se mal uma ou duas figuras não estão em campo. Ontem eram mais ainda. Van Persie, Arshavin, Almunia eram baixas de vulto. Mas isso não justificava o controlo de jogo absoluto dos belgas, pelos pés do sempre genial Jovanovic, e do polémico Witsel. O conjunto belga estava prestes a vingar-se da maior humilhação sofrida na Europa, há dezasseis anos atrás no mesmo estádio, diante do mesmo rival. Na época tinham sido sete golos sem resposta. Agora a história parecia ser diferente.

Mas como o futebol nem são 90 minutos, nem as primeiras partes acabam aos 45, o cortejo inglês decidiu mostrar aos jovens belgas que este jogo é tudo menos a brincar aos cavaleiros andantes. Lançamento rápido, bola nos pés de um gigante dinamarquês e tiro seco. Bendtner pois claro. E Wenger mais tranquilo. Como a frescura que se escapa a um maratonista, também o conjunto de Liege chegou à segunda parte tocado, ferido no orgulho. E sem aquele traquejo necessário para dar um golpe de efeito letal. Já o Arsenal, habituado a perder a jogar bem, provou saber ganhar jogando mal. E com uma mão externa. Livre pela esquerda, bola na área, mão, fora-de-jogo, confusão e golo de...um belga. Vermaelen dispara o empate e cala as bancadas. Perder a inocência desta forma deve doer, mais do que o costume. Mais do que deve alegrar a Eduardo apontar o golpe decisivo. Depois de uma larga lesão, depois de uma suspensão de dois jogos revogada, o brasileiro que decidiu tornar-se croata, fuzilou as redes de e disse basta. Estavamos nos minutos finais e na bancada já não havia esperança.

No jogo mais emotivo da jornada, o sensaboroso conjunto de Arsene Wenger levou a paciência dos seus adeptos à exaustão, mas levou para casa o saque. O assalto ao castelo belga funcionou mas deixou a nu todas as fragilidades de uma equipa que se empequenece demasiadas vezes. Frente a outra que só agora está a dar os primeiros passos no mundo dos adultos e precisa de derrotas como esta para aprender que o beautiful game também pode ser bastante agridoce.



Miguel Lourenço Pereira às 08:25 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO