Quarta-feira, 10 de Outubro de 2012

Cansa ouvir falar de prémios, de goleadores e artistas a esta altura do campeonato e ter de voltar a repetir a mesma conversa de sempre como se o futebol fosse, exclusivamente, um fenómeno ofensivo. Sabendo que para um jogador defensivo vencer um prémio individual tem de vir acompanhado de um sonante prémio colectivo de selecções (Cannavaro, Sammer) convém ter em presença que vivemos a era de um eixo defensivo perfeito e um dos mais completos da história do futebol internacional. Em Madrid o talento de Casillas, Pepe e Sérgio Ramos vale tanto ou mais do que os golos de Ronaldo, as assistências de Ozil ou a magia de Di Maria. 

 

Imaginem a gala do Ballon D´Or sem Messi, Ronaldo e Iniesta em palco.

Sem Falcao e Drogba, sem Xavi e Ozil, sem Pirlo e Silva, sem Schweinsteiger e Neymar. Parece impossível e no entanto, se os adeptos e os votantes entendessem que no futebol é tão difícil defender como atacar, talvez o pódio pudesse ter três rostos inesperados. Mas igualmente justos. Talvez comece a ser a hora de pensar em valorizar, como se merecem, os outros artistas do beautiful game.

Iker Casillas é, como foi Gianluigi Buffon, vitima de si mesmo, da sua grandeza, omnipresença. Do seu carácter de líder e do seu low profile como estrela mediática. Em 2006 muitos não entenderam o Ballon D´Or de Cannavaro quando em campo tinha estado Buffon. Em 2008, 2010 e 2012 alguém poderá dizer o mesmo porque se houve um guarda-redes na última década que esteve ao nível do italiano, foi Casillas. O "santo" não se limitou a salvar Espanha nos momentos decisivos, consequência da sua especulação com o resultado, como também é o melhor exemplo de integração e amizade que reina no balneário de uma selecção que com Aragonés se aprendeu a unir e que sobreviveu mesmo à "guerra cívil" Barça-Madrid dos últimos anos com a cabeça erguida. Casillas merece mais do que qualquer outro jogador o prémio de este ano e se o futebol fosse realmente um desporto de onze contra onze, o prémio seria seu. Infelizmente, a maioria dos analistas, jornalistas e adeptos, pensa no jogo apenas partindo do principio do 4-4-2, jogo de dez, onde o guarda-redes é um bicho à parte. Uma sina que só Lev Yashin, demasiado grande para estas coisas, conseguiu fintar. 

Em Madrid, Iker continua a ser o melhor, de longe, e o mais excitante dos guarda-redes. Não tem a escola de libero blaugrana que destaca Valdés, outro guarda-redes imenso, mas é o mais completo e fascinante dos números 1 mundiais. Em 2014 será a primeira grande arma de Espanha para atacar o quarto título consecutivo. Em 2013 quererá cumprir o ciclo que começou em Hampden Park, 2002, e vencer a sua segunda Champions. Na época passada fez tudo, até parar dois penaltys, e até nisso se destacou por cima de qualquer colega. De qualquer jogador.

 

Mas se Iker é um guarda-redes maravilhoso, Pepe e Sérgio Ramos são uma dupla invejável, um seguro de vida para qualquer equipa de estrelas.

Em 1988, o técnico italiano Arrigo Sacchi foi increpado pelo holandês van Basten. Perguntou-lhe o avançado porque é que Sachi elogiava sempre a defesa nas conversas de equipa se ele é que era o goleador da equipa, o homem que fazia a diferença. Sachi ouviu, tranquilamente, e depois desafiou van Basten a escolher outros cinco colegas para jogar contra a sua defesa de quatro intocável num jogo a meio-campo. No final do treino, os avançados não tinham sido capazes de marcar um só golo e van Basten percebeu que se ele era a estrela, o trabalho de Baresi, Maldini, Costacurta e Tassoti era fundamental.

Ramos e Pepe complemetam-se. São os dois melhores centrais do mundo, cada qual na sua especialidade.

Pepe é o mais guerreiro dos dois, aquele que joga mais no limite, mas também o mais importante para o jogo de pressão que procura Mourinho. Sobe as linhas defensivas, exerce de trinco com facilidade e não tem problemas em utilizar o seu poder físico para ganhar a batalha do meio-campo surgindo, várias vezes, a pressionar o médio defensivo rival sem perder olho à sua posição. Apanhar Pepe desprevenido é raro e que lhe ganhem no um contra um inédito. Pepe tem defeitos. É um defesa duro, da escola Nobby Stiles, ao mesmo tempo que impõe liderança, como Baresi. É o verdadeiro líder do Real Madrid, no terreno de jogo e junto dos adeptos. É o único capaz de mandar calar as vedetas, como Ronaldo, e de dar o corpo pela causa, o gladiador perfeito para um Mourinho que sabe que a defesa é a base do sucesso de qualquer técnico.

No FC Porto contou com Ricardo Carvalho e Jorge Costa (a sua ideia original era manter o capitão com Jorge Andrade) e soube rodear-se de um Pedro Emanuel para os jogos mais complicados, também ele um líder no terreno de jogo. Em Inglaterra fez da dupla Terry-Carvalho a melhor do Mundo, muito similar à actual, com Terry como defesa mais de confronto e Carvalho mais táctico. Em Itália foi a vez de Lucio e Samuel darem corpo ao ideário táctico de Mourinho e depois de Ricardo Carvalho desligar do futebol profissional, o português encontrou em Ramos o protótipo do defesa do futuro.

Ramos cresceu como lateral e foi nessa posição que singrou em Sevilla e na selecção espanhola antes de chegar ao Real Madrid, perdido no meio de tantas contratações galácticas. Foi ganhando peso no vestuário e mais do que vice-capitão, é a alma do colectivo. No campo exibe-se de forma imperial. Com a bola nos pés tem o critério dos grandes liberos do passado e sem ela tem um posicionamento táctico invejável. Quando Pepe sobe sabe varrer a linha defensiva e quando é preciso incorporar-se, lembrando-se da sua veia de lateral ofensivo, maneja-se muito bem nos "rondos" de meio-campo. Nas bolas paradas, tanto um como outro, são peritos em surpreender as defesas contrárias e marcar golos oportunos. Sem eles, seguramente, o Real Madrid de Mourinho nunca teria batido o Barcelona de Guardiola.

 

Se o projecto de Tito Vilanova começa a deixar a nu as deficiências da sua linha defensiva, com um Piqué irreconhecível e um Puyol massacrado pelas lesões, em Madrid é na sua linha defensiva que Mourinho tem de armar a recuperação da sua equipa. Com Marcelo definitivamente instalado como lateral e com Arbeloa como elo mais fraco, no lado direito, o trabalho de Pepe e Ramos, junto à eficácia de Casillas, é fundamental para que os merengues sonhem em repetir os sucessos do ano passado. Para os amantes do futebol, como jogo colectivo, a presença de um destes nomes na gala de um prémio como o Ballon D´Or não seria apenas justo. Na verdade seria mais do que isso, necessário, para acreditar que o futebol é mais do que estrelas de videojogos e anúncios publicitários.



Miguel Lourenço Pereira às 22:00 | link do post | comentar

18 comentários:
De filomeno a 10 de Outubro de 2012 às 23:17
Sólo estoy de acuerdo con lo escrito en lo referente al gran Pepe......


De espanhol a 5 de Maio de 2013 às 16:38
Diego López, Varanne y Ramos.......


De Victor Hugo a 11 de Outubro de 2012 às 16:52
Concordo quanto a ser o melhor eixo-defensivo (Casillas realmente é o melhor goleiro do mundo, seguido de Neuer e o incansável Buffon), concordo até que Pepe e Sergio Ramos seja a melhor dupla de zaga, mas individualmente não acho que sejam os melhores. Acho Thiago Silva e os 3 belgas Kompany, Vermaelen e Vertonghen melhores tecnicamente, e os dois primeiros fisicamente também.
Quanto a não valorizar a zaga em prêmios de melhor do mundo, de pleno acordo! Mas acho que um pouco de culpa é nossa, pois quando Cannavaro venceu em 2006 muitos criticaram, querendo ver Zidane ou Kaká levando o prêmio. Cannavaro mereceu, mas a idéia de um zagueiro sendo o melhor do mundo é estranha a muitos torcedores.


De Miguel Lourenço Pereira a 11 de Outubro de 2012 às 19:45
Victor,

Não estamos de acordo quanto a Pepe e Ramos, acho-os actualmente um nível por cima tanto de Thiago Silva como de Vermaelen e Verthogen (Kompany está uns furos bem abaixo da dupla ex-ajaccied) e quando em 2006 deram o prémio a Cannavaro eu, pessoalmente, só me queixei porque achava que Buffon merecia mais a distinção.

um abraço


De Victor Hugo a 11 de Outubro de 2012 às 20:49
Entendo sua opinião em relação a zaga. Realmente Pepe e Ramos são de um alto nível técnico, e não seria nenhuma loucura um deles entrar no time dos melhores do ano, os dois então, como dupla, menos loucura ainda.
Quanto a Kompany, realmente não está numa boa fase, mas o acho muito superior aos dois em seu pleno vigor físico, bem, questão de opinião.
Em relação a Cannavaro, não sei aí em Portugal, mas aqui no Brasil na época as críticas foram ferozes por não ter sido o mestre Zidane, Kaká ou o já decadente, mas ainda genial Ronaldinho Gaúcho, também foram muito citados Eto\'o e Henry. Na época era muito jovem e não tinha opinião formada, mas hoje vejo que ele mereceu (Buffon era uma boa também, bem lembrado).
Por fim, zagueiros que acho que ainda serão um dos grandes em pouco tempo são Dedé, do Vasco da Gama, Hummels, do Dortmund (já uma realidade, mas com espaço para evolução) e também Nastasic, do City. Concorda?

Abraços!


De Miguel Lourenço Pereira a 11 de Outubro de 2012 às 23:33
Victor,

Ronaldinho cumpriu em 2006 o zénite da sua carreira e foi fundamental na Champions ganha pelo Barcelona. Mais do que Zizou ou Kaká, ele foi o herói individual do ano, talvez só ofuscado por um imenso Henry e pelo sobrevalorizado Etoo. É certo que sob o pressuposto habitual dos prémios o pódio podia ter sido dividido entre eles, mas Buffon e Cannavaro foram imensos, em liga e Mundial, e entendo que a vitória tinha de ser a meias entre ambos.

Hummels é imenso, Dedé surpreendeu-me e a Nastasic acho que lhe falta ainda algo. Está ao nível de Varane, por exemplo.

um abraço


De Pablo a 15 de Outubro de 2012 às 15:54
Melhores centrais do Mundo? Se ser central for ser um caceteiro sem cérebro!
Piqué, Thiago Silva, Vermaelen, Vertonghen, Chiellini, Kompany, Rami, Hummels, Agger...
Todos eles com muito mais classe, técnica, leitura de jogo.
Ser central não é ser um brutamontes! Se estes 2 no Real, treinados pelo Mourinho, rodeados dos jogadores mais caros do Mundo cometem tantos erros como seria se jogassem numa equipa mais fraca? Era um desastre!


De Miguel Lourenço Pereira a 15 de Outubro de 2012 às 19:51
Pablo,

Opiniões, que como sempre, são como as cores, há uma diferente para todos. Pensar que Pepe e Ramos são "brutamontes" e cometem "tantos erros" é uma opinião tão legitima como pensar que são excelentes centrais com um nível de acerto superlativo.

Claro que brutamontes com uma média de 1 falta por jogo, com menos cartões que a maioria dos centrais de equipas do mesmo nível e com a capacidade defensiva e ofensiva, palpável ao longo dos anos, não abundam por aí. Não imagino Mourinho a queixar-se, desde já!


De Pablo a 16 de Outubro de 2012 às 15:30
O Ramos é o recordista de expulsões do Real e atingiu esse recorde com menos 5 ou 6 anos de clube que o anterior detentor, Fernando Hierro. O Pepe acho que nem preciso de falar sobre o carniceiro de Madrid, vá ao youtube e veja os vídeos.

Eles fazem poucas faltas e levam poucos amarelos por 2 razões: porque o Real é a 2ª melhor equipa do Mundo, logo passa muito mais tempo a atacar do que a defender; e porque o Real como qualquer equipa grande do Mundo é beneficiado pelos árbitros contra os pequenos.
Arranjava-lhe facilmente 3 ou 4 cartões vermelhos por mostrar a Ramos e Pepe só da época passada.


De Miguel Lourenço Pereira a 16 de Outubro de 2012 às 16:30
Pablo,

Fico abismado com essa lógica. Desarmou-me completamente. A mim e ao clube dos 500 milhões de orçamento que seguramente tem um gestor sádico que gosta de contar com jogadores violentos e "carniceiros" nas suas filas.

Obrigado pelo esclarecimento, não tenho palavras!


De Pablo a 16 de Outubro de 2012 às 16:59
Limitei-me a provar que estava errado:

"com menos cartões que a maioria dos centrais de equipas do mesmo nível "

Provei que Ramos não tem menos cartões que ninguém, pelo contrário e expliquei-lhe o porquê de naturalmente ter que fazer menos faltas do que os jogadores de equipas pequenas.


Depois, Mourinho não se queixa de nada, Pepe e Ramos já estavam no Real antes dele chegar. Ele trouxe Carvalho e ele foi sempre titular enquanto teve pernas, porquê?
Além disso grande lógica tem dizer que se um jogador foi caro e está no Real então não é caceteiro. Gravesen, conhece? Que craque da bola!!!!
Diarra, já ouviu falar? Que classe de jogador!!!
Lass, sabe quem é? Que senhor jogador!!!!

Ou noutros clubes, De Jong, Gattuso, Roy Keane, Javi Garcia, Charlie Adam, Materazzi, Samuel, Bruno Alves etc. Como se jogar num clube grande e ter custado uns trocos invalidasse que o jogador fosse um caceteiro.


De Miguel Lourenço Pereira a 16 de Outubro de 2012 às 18:20
Pablo,

O recordista de expulsões no FC Barcelona chama-se Josep Guardiola e não acredito que alguém lhe possa chamar, à ligeira, caceteiro.

O Ramos e o Pepe fazem menos faltas porque jogam em equipas grandes, que jogam ao ataque e que são favorecidos pelos árbitros. Pique, Chielinni, Agger, Verthogen, Hummels, Kompany e Thiago Silva seguramente jogam em equipas pequenas, que não jogam ao ataque nem contam com a sua dose natural de deslizes arbitrais. E no entanto têm tantas ou mais faltas que a dupla de centrais do Real Madrid sendo que chamar a Pepe de carniceiro não é só perceber pouco de futebol, e quem sou eu para dizê-lo, como faltar ao respeito a um futebolista profissional como há poucos. Talvez Zidane também fosse um carniceiro e nunca ninguém deu fé.

Quanto ao Real Madrid e aos seus centrais. Mourinho tem plenos poderes e se quisesse jogar com outros jogadores no eixo central da defesa jogaria seguramente. Quanto a Diarra, um dos melhores médios centrais da primeira metade da década, e Lass Diara, um jogador mediano mas a quem nunca vi cometer uma série de faltas violentas, confundi-lo com Gravesen é claramente o desespero de folhear nomes na Wikipedia e não encontrar ninguém. Também Xabi Alonso e Claude Makelele faziam faltas, imagine-se, vem com a posição que desempenham no campo.

Portanto continuo a sentir-me surpreendido pela facilidade com que se contradiz e com que procura misturar factos com opiniões. Pode acreditar que Pepe e Sérgio Ramos estariam bem num pelotão de fuzilamento, da mesma forma que outros colocariam a Sergi Busquets ou Javier Mascherano no mesmo pedestal, o que não deve é misturar ficção e realidade.


De Pablo a 16 de Outubro de 2012 às 19:38
Pep levou 8 vermelhos em 11 anos e Ramos levou 12 em 7, logo a diferença é grande. Mas já lhe disse, se quiser coloco-lhe aqui vídeos de vermelhos por dar ao Ramos e ao Pepe.

"O Ramos e o Pepe fazem menos faltas porque jogam em equipas grandes, que jogam ao ataque e que são favorecidos pelos árbitros. Pique, Chielinni, Agger, Verthogen, Hummels, Kompany e Thiago Silva seguramente jogam em equipas pequenas, que não jogam ao ataque nem contam com a sua dose natural de deslizes arbitrais"

Onde é que eu disse que faziam ou deixavam de fazer mais faltas?


"E no entanto têm tantas ou mais faltas que a dupla de centrais do Real Madrid "

Tem provas disto, ou está a inventar teorias? ah e com excepção do Barça, nenhuma das outras equipas está ao nível do Real.


"chamar a Pepe de carniceiro não é só perceber pouco de futebol, e quem sou eu para dizê-lo, como faltar ao respeito a um futebolista profissional como há poucos."

O PROFISSIONAL!! http://www.youtube.com/watch?v=11enIeWNJbE
já agora repare em quantas destas agressões bárbaras ele viu vermelho!


"Talvez Zidane também fosse um carniceiro e nunca ninguém deu fé."

meter o nome de Zidane nesta conversa é no mínimo triste, para não usar outros adjectivos.


"Lass Diara, um jogador mediano mas a quem nunca vi cometer uma série de faltas violentas"

você vê futebol? ou só olha para a TV e não percebe o que está a passar-se?



"confundi-lo com Gravesen"

Quem é que confundiu quem com quem? homem, você está confundido, perdido, desesperado, o que lhe queira chamar...




"Pepe e Sérgio Ramos estariam bem num pelotão de fuzilamento"

O desespero leva-o a recorrer a hipérboles? onde disse eu isso mais uma vez?




Já reparou que disse tanta treta, a maior parte mentira ou adulterações do que eu tinha dito e não conseguiu sequer rebater que o seu argumento de "o Real como gastou 500 milhões não tem caceteiros" é muito idiota?





De espanhol a 5 de Maio de 2013 às 16:40
Ser central nao é ser um "sacamantecas"........


De Pablo a 16 de Outubro de 2012 às 19:54
Ramos não é caceteiro
http://www.youtube.com/watch?v=XzJIOHwAgE4
http://www.youtube.com/watch?v=dQYZjaEi90c&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=kXvvJ2llO_U
http://www.youtube.com/watch?v=j5teJ714wwM
http://www.youtube.com/watch?v=uI4cyGLUKB4&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=jj7UGWiGf5g&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=6PuLReH1S2o
http://www.youtube.com/watch?v=xrsWKo-BjVE&feature=related

quer mais? arranja-se!
E do Pepe?


De Miguel Lourenço Pereira a 16 de Outubro de 2012 às 20:13
Pablo,

Se acha que tem razão, está à vontade. Isso não faz com que esteja certo ou que me faça mudar uma virgula o que penso. Agarra-se a videos e no entanto esquece-se que Zidane em Itália era um jogador a quem, de vez em quando, se lhe ia a cabeça, como ficou evidente no último jogo da sua vida. E no entanto para si falar de Zizou é triste.

Cita o número de expulsões de Guardiola em comparação com os de Ramos esquecendo-se também que os critérios arbitrais actuais são muito menos condescendentes com as faltas para expulsão, mas não faz mal.

Quanto ao resto, chamar carniceiro ao melhor defesa central do Mundo, e chamar de agressivo aquele que se não é o segundo, está no top 3 sem dúvida, só diz do que pensa que é o futebol. Como lhe disse, está no seu direito, pode perder horas a coleccionar videos do YouTube (também pode aproveitar e recolher os videos dos cortes providenciais, do excelente trabalho da dupla defensiva em posicionamento, desarmes, lances de ataque que inicia, etc..) que isso não altera a realidade. Mas obrigado pelo momento de humor, vem sempre bem ;-)!

PS: Quando falar com os adeptos da Juventus, Liverpool (por história) e Manchester City e PSG (por dinheiro), não se esqueça de lhes dizer que não são dignos de limpar os sapatos a Barcelona e Real Madrid.


De Pablo a 16 de Outubro de 2012 às 20:38
mas a questão é mesmo essa, se formos a blogs com gente que realmente percebe de futebol como o Entre Dez ou Lateral Esquerdo, vemos ai sim vídeos e análises que provam objectivamente que o Pepe não é, nunca foi e nunca será o melhor central do Mundo! E Ramos idem aspas mas em pior ainda!
Comédia é ver como você no meio da sua enorme ignorância sobre o que é o futebol tem lata para escrever um texto a dizer quem são os 2 melhores centrais do mundo e falha tão ridiculamente!
Mas se sabe tanto então desafio-o se tiver coragem. Em vez de escrever tanta treta faça uma análise táctica a jogadas do Pepe e do Ramos (baseada em vídeos e imagens de lances objectivos e não em sonhos húmidos que teve com o Pepe) e mostre o porquê de os achar os melhores.
Aposto que não fará, porque não sabe de futebol o suficiente para isso!

E mais uma vez não adultere o que eu disse! A história do Liverpool é muito bonita para ser contada a crianças mas eu falei das melhores equipas da actualidade! a não ser que os jogadores do Nottingham Forest também sejam dos melhores do Mundo.


De Miguel Lourenço Pereira a 16 de Outubro de 2012 às 21:46
Pablo,

Claro que não sei, quem sou eu afinal de contas para falar de futebol. Peço desculpa se ofendi o seu tremendo conhecimento e se não estou de acordo com os seus gurus.

Portanto recomendo vivamente que continue a seguir os blogs que entende que partilham da sua ideia do que é o futebol. Afinal, qualquer pessoa que acredita que é dona da verdade absoluta, sobre o que quer que seja, não deve ser nunca desafiada. É apenas uma perda de tempo. Diga o que disser alguém, no seu ego tremendo, continuará a achar que tem toda a razão. E quem sou eu para discutir com alguém que sabe tudo.

O Em Jogo é um espaço de discussão futebolística nos moldes que eu apresento. Quer análises com You Tube, acho que criar um blog é mais fácil do que nunca, está à vontade. Quer um blog que lhe dê razão, nada melhor do que criar o seu. O Em Jogo lamenta não estar à sua altura!


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Ya existe Avenida Eusebio, Estadio da Luz; NO EXIS...
¡Suerte....!
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO