Segunda-feira, 18 de Junho de 2012

A Espanha voltou a ser a da África do Sul, a do golo solitário, do sofrimento, da incapacidade de plasmar em golos a sua clara superioridade futebolistica. Num jogo cheio de polémica, os espanhóis confirmaram o primeiro lugar de grupo com um golo a oito minutos do fim. A Itália, que venceu a Irlanda com menos comodidade do que o resultado final pode indicar, segue atrás dos espanhóis também mostrando menos futebol do que deixou antever na primeira ronda.

Um penalty sobre Mandzukic na primeira parte. Um segundo nos instantes finais por agarrão de Busquets. E um golo no limite do fora de jogo com a ajuda da mão de um grande Iniesta.

Em três lances, a selecção espanhola carimbou o lugar para os Quartos de Final como primeira de grupo. Evita a Alemanha, pode cruzar-se com Portugal e, sobretudo, voltou ao seu lado mais cinzento. A vitória croata, face ao resultado italiano, tinha acabado com as aspirações do campeão em titulo mas o penalty por assinalar impediu os croatas de sonhar mais alto. O jogo foi equilibrado, com oportunidades para ambos os lados, apesar de, como era esperado, o jogo da posse de bola tenha sido absolutamente da Roja. 

Del Bosque manteve o mesmo onze mas as facilidades concedidas pelos irlandeses não se repetiram. A Cróacia fez um jogo sério, competente e ambicioso. Soube deixar a bola ao rival mas trabalhou bem os espaços e procurou as suas opções em lances rápidos, explorando o posicionamento defensivo do rival. Não resultou. 

O golo da Itália - depois de um vendaval ofensivo que durou pouco - obrigava os croatas a ganhar mas Bilic nunca abdicou da fortaleza defensiva para qual o jogo pausado e previsivel dos espanhóis não encontrava antidoto. O penalty por marcar, falta de Ramos sobre Madzukic, e as defesas de Casillas, davam a clara impressão de que a crença dos croatas era maior. A entrada de Navas trouxe velocidade para explorar os espaços mas era pouco. Contra a corrente dos eventos, chegou o golo espanhol, mais do que no limite do fora de jogo, do extremo do Sevilla. Já não havia esperanças para os croatas - e Wolfgang Stark voltou a enganar-se nos minutos finais, com outro penalty perdoado, desta vez a Busquets - e o segundo golo italiano, um remate fabuloso de Balotelli era insuficiente. Faltavam dois tentos para superar a equipa espanhola no goal-average geral em caso de um golo croata que nunca chegou.

 

A vitória no grupo da Espanha pode fazer possível o sonho de Michel Platini. O presidente da UEFA voltou a levantar suspeitas sobre a sua gestão (e do seu braço direito, Angel Maria Villar), ao declarar que a final do torneio seria um Espanha-Alemanha equipas que, efectivamente, a partir de agora só se podem reencontrar em Kiev. Os campeões em titulo defrontarão o segundo do Grupo D antes de medir-se ao vencedor do duelo de Portugal nas meias-finais. A Itália, que só esteve fora dos quartos durante meia hora, jogará com o vencedor do grupo que amanhã fecha a primeira fase da prova. Sem brilhar, com um onze repleto de alterações, a eficácia italiana voltou a falar mais alto. Chegou, como quase sempre acontece com a Azzura.


Categorias:

Miguel Lourenço Pereira às 21:39 | link do post | comentar

6 comentários:
De filomeno a 18 de Junho de 2012 às 23:12
¿Villarato sin fronteras?


De Miguel Lourenço Pereira a 19 de Junho de 2012 às 00:45
Filomeno,

Sin ninguna duda!

un abrazo


De filomeno a 7 de Julho de 2012 às 11:42
Alló, Barcelona? Aquí un amigo......!!!


De Eduardo Louro a 19 de Junho de 2012 às 14:27
Miguel, tudo se conjuga para que os desejos de Platini sejam uma ordem!
O futebol ainda muda a UEFA é que não...


De Miguel Lourenço Pereira a 19 de Junho de 2012 às 16:07
Eduardo,

Acreditar na inocência da FIFA ou da UEFA equivale a acreditar no Pai Natal.

um abraço


De espanhol a 21 de Abril de 2013 às 00:13
Busquets ilibado......


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Ya existe Avenida Eusebio, Estadio da Luz; NO EXIS...
¡Suerte....!
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO