Terça-feira, 10 de Maio de 2011

Desde a vitória em 2001 da AS Roma que o titulo da Serie A não desce a linha do horizonte que cruza a cidade de Milão. Uma ditadura futebolistica que não é novidade num país onde os três grandes clubes somam um total de 63 titulos, mas que espelha bem as assimetrias em que vive mergulhado o Calcio, com o futuro marcado num imenso ponto de interrogação.

 

 

Milão está habituada a celebrar em Maio.

Tornou-se já uma rotina que a cidade se vista de gala e saia à rua num qualquer fim-de-semana do mês primaveril e solte toda a euforia contida nos meses prévios. Desde 2006 que assim tem sido. A única novidade deste ano foi a mudança nas vestimentas. Já não são os neruazurros, que vinham de um ano de celebrações sem fim, quem sai à rua de cachecol na mão. É a hora da desforra dos rossoneri, um clube que apesar da grandeza institucional e económica conquistou apenas o terceiro campeonato numa década. A vitória do AC Milan surpreende pouco aqueles que seguem o futebol italiano. Não há clube com uma carteira tão recheada, com um plantel com tantas opções e com um empenho tão grande em ser o senhor de Itália. Espelho do seu presidente, o primeiro-ministro Silvio Berlusconi, este AC Milan estava fadado desde o principio a triunfar. O que estranha é que tenha tardado tanto em lograr o feito. Afinal o Calcio, a mais competitiva prova de clubes dos anos 80 e 90, já há muito que não é o que era.

Depois do Tetracampeonato do Inter, do annus horriblis do Moggigate e da curta ditadura da Juventus, o titulo regressa a um clube habituado a ganhar, custe o que custar. E volta a afastar-se da periferia futebolistica italiana. E isso que a classe média do país da bota começa a dar um ar da sua graça. As excelentes campanhas de Napoli, Udinese e Palermo são a prova viva de que há vida para lá do eixo Milão-Turim. Mas ainda não é suficiente para repetir o feito dos clubes romanos, que durante dois anos deixaram o Norte transalpino em cheque.

 

A vitória do AC Milan na liga acontece num ano em que Massimiliano Allegri começou por confiar na recuperação de Ronaldinho e acabou por encomendar-se ao talento de Cassano.

Durante a temporada houve duas equipas totalmente distintas, dois modelos de jogo, dois rostos que se contradizem na sua própria essência. Só num torneio cada vez menos competitivo poderia um clube mudar tanto da noite para o dia e, mesmo assim, triunfar de forma tão categórica. Explica-se o triunfo também nos deméritos dos rivais. Na falta de regularidade de napolitanos e friules, bem como dos conjuntos romanos. E, acima de tudo, no processo de desconstrução do Inter que hipotecou o titulo durante o mandato de Rafa Benitez e que não soube dar a esperada luta sob o comando de Leonardo. Com a Juventus em coma – ainda – e o Inter em constante ressaca, pouco teve que fazer Allegri para passear-se pela “madonnina” com ar de triunfador. Mas foi-o realmente?

O técnico repescado ao modesto Cagliari por Berlusconi arrancou a temporada com um optimista 4-3-3 onde Robinho, Ronaldinho, Pato e Ibrahimovic repartiam e alternavam o peso do ataque face a um meio-campo descompensado e pouco criativo. As lesões de Pirlo e Ambrosini, a confirmada decadência de Ronaldinho e o reduzido impacto de Pato e Robinho deixaram a nu as debilidades tácticos dos rossonero. Valia a segurança defensiva, a ineficácia dos rivais e algumas decisões polémicas que paliavam os tropeções do conjunto milanês. O mercado de Inverno trouxe a estabilidade necessária e permitiu uma verdadeira lavagem de cara do onze. As entradas de van Bommel e Boateng transformaram o 4-3-3 um 4-2-3-1 mais sólido e eficaz e reduziram enormemente a carga ao quarteto defensivo. A chegada de Cassano, desterrado de Génova por uma Sampdoria agora à beira do abismo, e os golos do sempre omnipresente Inzaghi (até à sua lesão) permitiram o sprint final que sobreviveu às birras de Ibrahimovic (oitava titulo consecutivo, feito histórico, em três ligas e com cinco clubes diferentes), os problemas fisicos de Gattuso e Nesta e as tentativas desesperadas dos rivais mais directos.

Um titulo sem chama nem história que no entanto devolve a supremacia do Calcio a um clube que tem estado ao seu nivel nos palcos europeus mas que em Itália, por um motivo ou outro, acaba por defraudar constantemente os seus tiffosi. Depois de sete anos de espera o scudetto volta à camisola rossonera mas muitos suspeitam que na próxima temporada este AC Milan terá grandes dificuldades em reter a coroa. A tirania de Milão e do Norte de Itália continua mas aqueles que esperam uma mudança de rumo têm boas razões para estar optimistas. A caça ao campeão promete ser apaixonante.


Categorias: ,

Miguel Lourenço Pereira às 10:38 | link do post | comentar

22 comentários:
De DC a 10 de Maio de 2011 às 15:00
Em 1º lugar uma dúvida: Não se enganou quando falou no Borriello? Então ele não fez a época toda em Roma? Tinha essa ideia...

Em 2º: Que saudades da Juve! Buffon, Peruzzi, Van der Sar, Thuram, Zambrotta, Cannavaro, Montero, Ferrara, Di Livio, Tudor, Deschamps, Paulo Sousa, Davids, Emerson, Vieira, Conte, Tacchinardi, Zidane, Nedved, Camoranesi, Ravanelli, Baggio, Del Piero, Trezeguet, Zlatan, Vieri, Vialli, Marcelo Salas, ... reduzidos a isto???!!!
Volta Lippi e limpa o clube!


De Miguel Lourenço Pereira a 10 de Maio de 2011 às 15:59
DC,

Claro que me enganei, queria dizer Inzaghi que até se lesionar foi uma das figuras mais importantes deste AC Milan. O Borriello esteve, realmente, todo o ano na Roma sem deslumbrar nunca numa equipa que continua a viver em demasia de um Totti longe dos melhores dias. Obrigado pela dica.

Quanto à Juventus, um estado comatoso inexplicável depois de dois anos com todas as condições para fazer mais e melhor.

um abraço


De Tiago a 10 de Maio de 2011 às 18:35
Bom dia,

Muito bom.

Para o ano vai ser muito difícil o Milan não voltar a ganhar...por vezes acontecem coisas estranhas nos seus jogos....

O regresso do Inter está nas mãos de um treinador competente, que o Inter ainda não (re)encontrou.

Abraço


De Miguel Lourenço Pereira a 10 de Maio de 2011 às 19:42
Tiago,

Creio que ao Inter faltou apostar em Leonardo desde o principio, Benitez falhou e o atraso pontual e emocional foi irrecuperável. Tenha pena pelo Napoli, que provavelmente perderá Mazzari e Cavani, e não acho que o Milan tenha sido o melhor de forma absoluta, apenas o melhor entre os menos bons, o mais regular digamos.

Para o ano espero mudança no scudetto se não houver uma profunda transformação no Milan.

um abraço


De Tiago a 10 de Maio de 2011 às 20:06
Miguel,

De facto para o ano vamos ver novamente Leonardo. Espero que outra equipa ganhe no proximo ano.

Falar do Palermo lembra-me sempre o grande pequeno Miccoli... para mim continua a ser o melhor avançado que passou pelo benfica nos ultimos anos.

Abraço


De Miguel Lourenço Pereira a 11 de Maio de 2011 às 08:55
Tiago,

O Palermo foi uma das boas surpresas, muito por Micolli mas essencialmente pelo imenso talento de Pastore, sem descurar o trabalho de Balzaretti e Nocerino, duas belas revelações.

um abraço


De DC a 10 de Maio de 2011 às 20:47
Mas também não me parece que um treinador que leva 5 em casa do schalke seja competente...


De Miguel Lourenço Pereira a 11 de Maio de 2011 às 08:57
DC,

Não gosto de julgar um jogador e um técnico por um só, um jogo alienigena que nem os mais fervorosos adeptos do Schalke poderiam imaginar.

Acho que Leonardo é um bom treinador e foi importante na reviravolta contra o Bayern e na recuperação psicologico depois da saida de Mourinho e Benitez. Não é certamente um dos melhores do Mundo mas também não vejo que Allegri, Mazzari ou Del Neri o sejam o que diz, essencialmente, muito do nivel actual do técnico da Serie A.

Um abraço


De DC a 11 de Maio de 2011 às 14:50
Sim os 5 foi apenas um jogo mas não foi contra um adversário forte. Levar 5 do Barça uma vez na vida como o Mourinho levou pode acontecer. Levar 5 dum Schalke numa 1ª mão de champions, num jogo onde sabe que sofrer golos em casa é morrer, penso que é preocupante. Não me parece que algum dia chegue muito longe como treinador, embora como você refere face ao nível dos treinadores em Itália arrisca-se a ser campeão.
Adorava que o Lippi voltasse à Juventus. Ele punha a casa em ordem!


De Miguel Lourenço Pereira a 11 de Maio de 2011 às 15:15
DC,

Foi um jogo atipico porque o Inter esteve por duas vezes na frente do marcador e houve muitas falhas da linha defensiva, especialmente o Rannochia, que comprometeram o resultado.

O Lippi continua a ser o melhor treinador italiano em actividade, uns furos acima de Capello, Ancelloti, Prandelli, Mazzari e Del Neri.

um abraço


De jorge a 11 de Maio de 2011 às 00:43
gosto bastante deste blog. ja aqui comentei aquando do real barça para a taça e gostaria de colocar uma pergunta ao miguel pereira. ja te vi aqui a comentar algumas equipas das mais importantes ligas europeias e parece me que tens um grande conhecimento dessas equipas e dessas ligas. a pergunta que quero fazer é : conheces porque vês muitos jogos dessas ligas ou conheces de outra forma qualquer?


De Miguel Lourenço Pereira a 11 de Maio de 2011 às 08:59
Olá Jorge,

Obrigado pelas visitas e pelos comentários.

Desde há muito anos que sigo em grande detalhe o futebol europeu (gostaria de ter mais tempo para o sul-americano e asiático mas os horários deixam a coisa complicado) e claro que é necessário ver muitos jogos para te ires familiarizando com as ligas, os clubes e os jogadores. No entanto também é preciso ir mais além, ler a imprensa nacional de vários paises, publicações desportivas, jogos mais antigos e livros sobre o jogo que te dão um maior background à hora de avaliar se uma equipa, um jogador, um técnico ou um fenómeno concreto tem realmente um impacto significativo.

um abraço


De Joao K. a 11 de Maio de 2011 às 23:24
Boas, há muito que não comentava aqui.

O Ac Milan é um justo campeão, mas convenhamos que a concorrência esteve muito aquém, tirando um surpreendente Napoles não houve mais nenhuma equipa capaz de morder os calcanhares a este Milan. As pedras mais importantes para mim foram Thiago Silva, afirmação em difinitivo como um dos melhores do Mundo, MvBommel, um muro autêntico e Ibrahimovic claro está, oitavo titulo consecutivo é obra.

Abraço e continuação deste belo projecto.


De Miguel Lourenço Pereira a 12 de Maio de 2011 às 08:55
Olá João,

Bem vindo de volta ao EJ.

O Thiago Silva foi imenso e aguentou sozinho as ausências do Nesta e o buraco moral que foi deixando o Maldini. Foi o esteio da defesa e um seguro de vida durante todo o ano, ainda hoje não se intende como passou sem chamar à atenção pelo FC Porto B.

O Van Bommel foi decisivo para dar equilibrio ao meio-campo e Ibrahimovic continua a ser um jogador importante em provas regulares mas que tende a desaparecer nos jogos grandes. Nesses momentos cruciais, sem Inzaghi, valeu a Allegri muitas vezes o Talentino.

um abraço


De jorge a 12 de Maio de 2011 às 00:01
e atraves do conhecimento que tens dessas ligas consegues prever com alguma certeza alguns dos resultados ?


De Miguel Lourenço Pereira a 12 de Maio de 2011 às 08:58
Jorge,

Antes de cada temporada é relativamente fácil prever a classificação final, os jogadores que irão destacar, desiludir, etc, porque o futebol é um desporto em constante evolução mas também um negócio e um fenómeno social o que o torna mais complexo mas, ao mesmo tempo, mais previsivel de analisar. Há sempre surpresas e muitos não esperariam uma campanha tão boa da Udinese ou do Napoli, mas já no defeso se antevia que os clubes grandes iam baixar de nivel e isso permitia uma aproximação que Fiorentina e Cagliari, por exemplo, não conseguiram.

Nunca serei capaz de dizer que posso prever, como no totobola, um resultado de um jogo em concreto, apesar de ter sempre um favorito, mas em épocas longas onde os precalços são paliados, o futebol torna-se num fenomeno bastante mais previsivel do que se possa imaginar.

um abraço


De jorge a 12 de Maio de 2011 às 21:43
miguel, quando te perguntei se conseguias prever resultados, nao me referia nem á classificaçao final nem ao resultado exacto de um jogo. refiro me antes, ao numero de golos que possa haver na partida e á equipa vencedora. pergunto te porque ando a fazer apostas online e tenho tido dificuldade nos campeonatos mais importantes, muito mais do que nos campeonatos sul americanos. nao sei se me podes ajudar ou nao, nem sei se fazes apostas ou nao. infelizmente nao tenho sporttv e a minha vida nao me tem permitido acompanhar o mundo do futebol.


De Miguel Lourenço Pereira a 12 de Maio de 2011 às 22:30
Jorge,

Nunca fiz uma aposta da vida e apesar de poder prever com alguma segurança quem possa ou não ganhar, não creio que tenha essa capacidade de adivinhar tantos detalhes num jogo tão complexo.

O melhor a fazer é mesmo conhecer as equipas, ler noticias para saber o estado de forma dos jogadores, os problemas que possam ter e ter sempre em conta o contexto especifico de cada encontro.

um abraço


De jorge a 12 de Maio de 2011 às 23:02
ok, compreendo o que dizes. no entanto é natural que com a informaçao e o conhecimento que tens consigas ter uma melhor percepçao do que pode acontecer em determinado jogo e nao me parece que os detalhes sejam assim tantos.
importavas te de me dar alguma ajuda na previsao de alguns jogos das 4 principais ligas?
com isto, quero esclarecer que a responsabilidade sera sempre minha, e que caso decidas ajudar me , as indicaçoes que me possas dar serao usadas por mim para eu proprio fazer determinadas apostas. quero tambem esclarecer que ao fazer esta proposta nao me nego a establecer um qualquer acordo contigo se porventura conseguir uma boa rentabilidade das apostas desportivas.
fico a aguardar respostas.
um abraço, jorge


De Miguel Lourenço Pereira a 13 de Maio de 2011 às 08:32
Jorge,

Fico realmente lisonjeado pelo teu convite, porque supõe que tens em consideração as minhas opiniões e o meu conhecimento do jogo, mas por principio nunca aposto nem gosto dessa roleta russa desportiva. Além do mais, como entenderás, se te ajudasse de alguma forma, todos os muitos leitores do EJ que também estão interessados em apostas desportivas teriam todo o direito de me pedir também conselhos e realmente não é uma ideia que me atraia muito.

Mas, já te digo, se tiveres todas as variantes que te dei em consideração, mais as regras básicas das apostas (nunca perdes muito se apostas seguro, nunca apostes muito num resultado improvável) certamente que te sairás muito bem. Por exemplo, o empate do Barça era previsivel em Levante e conta que percam algum ponto mais nos dois jogos que faltam. E que o Madrid certamente ganhará ao Almeria por mais de 3 golos, o Pichichi está em jogo.

um abraço


De jorge a 13 de Maio de 2011 às 11:20
claro que todos os leitores teriam todo o direito de te pedirem conselhos. No entanto eu fui o primeiro a faze-lo, penso eu de que. aquilo que te peço é que me des alguma informaçao tal e qual como me deste na ultima mensagem em relaçao ao proximo jogo do real e aos proximos do barcelona. ja percebi que é uma ideia que nao te agrada muito. mas se mais tarde quiseres discutir melhor esta ideia e ate chegar a algum acordo cmg é so dizeres.
um abraço


De Miguel Lourenço Pereira a 13 de Maio de 2011 às 11:31
Jorge,

Entendo-te a ti e espero que me entendas a mim.

Como te disse a informação que te dei podes consultar em qualquer jornal ou site de futebol. O Barça vai poupar jogadores para a CL e o Depor está desesperado e o Malaga em optimo nivel pelo que é normal que venha a perder pontos. O RM tem uma "besta" que quer bater recordes e uma equipa que joga para ele por isso é normal que contra o último e em casa marque vários golos.

De certeza que com ler regularmente o que se diz pelo twitter, nos jornais, nos sites especializados tens informação mais do que suficiente para acertar em muitos resultados.

Boa sorte.

um abraço!


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO