Terça-feira, 19 de Abril de 2011

Pode uma actriz porno revolucionar um clube de futebol? Talvez não, mas a febre de futebol que assaltou o clube mais pequeno de Valência está intimamente ligado com os atributos fisicos de uma celebridade erótica do país vizinho. Maria Lapiedra prometeu apoiar com tudo o pequeno Levante e os jogadores responderam com um novo alento. A equipa passou do último posto a lutar pela Europa em três meses.

 

 

 

Quando foram goleados pelo Real Madrid por 8-0 (num jogo a contar para a Copa del Rey) muitos dos adeptos levantinos olharam cabisbaixos para o chão. A sua equipa não tinha sido apenas trucidada por um clube que não conseguira marcar um golo no duelo ligueiro, logo à terceira ronda. Havia algo na atitude dos jogadores que não entusiasmava a afficion. A descida na tabela até chegar ao último posto classificativo parecia antecipar uma certa despromoção. O Levante, que há dois anos tinha conhecido o mesmo caminho sem pagar os salários aos jogadores, estava uma vez mais perto do abismo. Nem a vitória honrosa numa segunda volta morna parecia mudar a mente dos adeptos, já resignados. O segundo clube de Valencia, clube onde jogou Cruyff, clube que imitou o equipamento do poderoso Barcelona quando irrompeu nos anos 70 como uma sólida alternativa regional aos Che, era consciente do seu destino.

E então chegou ela. Maria Lapiedra. Polémica como poucas, atrevida como nenhuma. Não há nada no corpo da actriz que o mundo ainda não tenha visto. Os seus filmes porno são sobejamente conhecidos em Espanha, as suas produções fotográficas também. É capaz de caminhar nua em directo num programa de televisão sem medo a reprimendas e falsas moralidades. Sente-se bem com o seu atrevimento e o público masculino espanhol sente-se bem com a sua fisionomia paga a preço de ouro pelo seu marido e productor porno que lhe deu um apelido que antes pertenceu a outra rainha do sexo espanhol agora casada com um jornalista desportivo especializado no...Real Madrid.

Lapiedra não é de Valencia, provavelmente não é de nenhum sitio. Mas declarou a sua simpatia pública pelo clube. E decidiu ir mais longe. Apoiar os últimos da tabela na sua fútil luta pela manutenção. Organizou um ensaio fotográfico erótico onde tapou algumas selectas partes do corpo com a bandeira do Levante. Os adeptos do clube responderam em massa e o calendário tornou-se omnipresente na cidade. Chegou ao clube, que não teve nenhuma relação com a senhora, e inspirou Luis Garcia. O jovem técnico decidiu motivar os seus jogadores à antiga. Encheu o balneário de posters da actriz e utilizou-a como imagem motivadora para uma equipa desalentada. Não havia nada de Lapiedra que não tivesse sido já visto. Mas os jogadores devem ter ido mais além. Porque desde esse dia o Levante não voltou a tropeçar.

 

Talvez seja exagero pensar que uma colecção de posters possa fazer milagres mas o Levante que no Natal era último agora está a dois pontos da Europe League. Trepou furiosamente na classificação não fazendo prisioneiros pelo caminho. Derrotou rivais directos, fez do seu Ciutat de Valencia um fortim. E bateu o pé aos primeiros, com atitude e garra. Uma equipa que não se mexeu no mercado de Inverno, talvez já a pensar na condenação, e que despertou com os golos do insuspeito Caicedo. O mesmo que em Alvalade confundiu os adeptos com a sua falta de aptência pelo golo, na costa mediterrânica transformou-se num devorador de defesas e guarda-redes. Marca jornada sim, jornada não e não golos quaisqueres. Golos de belo efeito, golos determinantes.

A veterania do plantel, uma fraqueza para muitos, tornou-se numa virtude. Luis Garcia, técnico da nova geração que começa a substituir os nomes mais veteranos do futebol espanhol, é visto como o principal artifice desta mutação. Um motivador único que soube explorar bem a moral dos seus e as falhas dos demais. Não há nenhum nome sonante num plantel onde sobrevivem Ballesteros, Javi Venta, Valdo, Del Horno e Munúa mesclados com a juventude de Xavi Torres e Jefferson Montero, filhos da cantera de Barça e Villareal. 13 dos 25 jogadores do plantel estão por empréstimo. Não há dinheiro para mais. E os milhões da Europa aí à porta. Um sonho que nem os próprios valencianos conseguem sequer imaginar. A concorrência é muito dura (Sevilla, Bilbao, Atlético, Espanyol, Mallorca...) mas só houve duas equipas com melhor pontuação nesta segunda volta que os granota: Barcelona e Real Madrid.

Sob o mote "La Unión es la Salvacion" o clube deu um murro na mesa. O conjunto está, matematicamente, salvo e tem de jogar nas duas últimas rondas com Barcelona e o eterno rival, Valencia. Antes enfrenta-se a Atlético, Bilbao e Gijón, rivais directos. A reviravolta começou na ronda 21, numa vitória por 2-0 frente ao Getafe, então em postos europeus. Depois um triunfo agónico, mas justo, em casa do Villareal e vitórias claras frente a Almeria, Osasuna, Espanyol, Deportivo, Málaga e Hércules. Pelo meio apenas três empates e uma derrota, no Bernabeu. Um percurso praticamente imaculado que levou a equipa do 20º ao 9º posto. Com 36 golos marcados, quase um por jogo, e 42 sofridos. É na veia goleadora que a equipa peca e aí os golos de Caicedo são chave. Quase um exclusivo da salvação do colectivo que se inspira pelas noites com essas fotos que deixam pouco espaço para a imaginação.

 

 

 

O Levante pode sonhar, um ano mais. Para a próxima época talvez o corpo da celebridade não seja suficiente para manter-se entre os maiores. Luis Garcia inevitavelmente será cobiçado pelos grandes e a maioria dos jogadores voltarão ao seu clube de origem. Um projecto arrancará do zero e muitos nem se lembrarão que houve um dia em que alguém colou a fita-cola um poster gigante em cima do quadro das tácticas. Um poster que pode ter valido uma salvação. Ás vezes também é preciso acreditar nisso...


Categorias: ,

Miguel Lourenço Pereira às 09:08 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO