Domingo, 25 de Julho de 2010

Todos os anos somos presentados com o resume das temporadas nas ligas europeias. De Espanha chega-nos, invariavelmente, a noticia de que há um novo Pichichi. Anos de experiência já nos ensinou que estamos a falar do melhor marcador da prova. Mas porque Pichichi? Viajamos atrás no tempo para recuperar a carreira do mais prolifero avançado da história do futebol espanhol.

Rafael Moreno Aranzadi é um nome desconhecido no meio futebolistico. Pichichi é uma lenda.

São a mesma pessoa, carne e osso, e porque não, alma e espirito, do maior goleador espanhol da primeira metade do século XX. O homem que quebrou barreiras e instituiu recordes, alguns ainda hoje por bater. O facto de ter jogado nas primeiras épocas da história do futebol do país vizinho retira-lhe o protagonismo que teria, anos depois, Zarra. Muitos dos números que rodeiam a sua carreira estão envoltos numa aura de incerteza. Mas o seu talento, registado para a posteridade, foi inegável.

O dianteiro vasco nasceu em 1892 em Bilbao. Uma era onde o futebol ainda estava a dar os primeiros passos no continente. Bilbao foi essa porta de entrada em Espanha e por isso é acertado dizer que Aranzadi nasceu no sitio certo à hora certa. O seu tio, e mentor, foi o célebre escritor Miguel de Unamuno, um dos maiores génios intelectuais da transição de século. Foi o tio que, ao vê-lo jogar sempre contra rapazes mais velhos, nas ruas do porto de Bilbao, o baptizou como o "Pichichi", o pequenino. O nome ficou para a posteridade com a mesma certeza da prosa do autor de Niebla.

 

Em 1911, com 19 anos, o dianteiro estreou-se com a camisola da equipa principal do Athletic Bilbao.

Depois de anos a jogar pelas equipas de reservas, foi-lhe finalmente dada a oportunidade de brilhar. Nesse dia começou uma longa carreira de sucesso que só terminaria 10 anos depois. O clube basco venceu o jogo por 3-0 mas Pichichi não marcou. Uma raridade, como se veria.

Era habitual vê-lo jogar com um lenço branco, atado à cabeça, que o distinguia imediatamente dos demais. Dois anos depois de estrear-se, quando já se tinha celebrizado como goleador (chegou a marcar 10 golos por jogo em quatro encontros consecutivos), tornou-se também no primeiro jogador a marcar no mitico estádio de San Mamés, aquando da sua inauguração. Durante essa década o dianteiro apontou cerca de - e aqui entram as dúvidas estatisticas - 100 golos. Não existia então um campeonato nacional, só a Copa del Rey, e ao serviço do Bilbao, o dianteiro conquistou por quatro vezes o trofeu. Por cinco ocasiões ganhou o campeonato regional do Norte, disputado por equipas da zona do Pais Basco, Navarra, Asturias e Cantábria. Em 1920, Pichichi fez parta da expedição da selecção espanhola, então na sua primeira aventura Olimpica, aos Jogos de Antuérpia. Marcou o seu único golo internacional, contra a Holanda, e conquistou a Medalha de Prata, até 1992 o melhor resultado olimpico do futebol espanhol. No ano seguinte pôs um ponto final à sua carreira. Tinha 29 anos mas já começava a ser criticado pela afficion basca e decidiu dar inicio a uma carreira como árbitro. Não foi possível. Meses depois faleceu, surpreendentemente, de tifo, deixando orfão o ataque basco durante largos anos.

O último avançado a ostentar o titulo de Pichichi foi o argentino Leo Messi. O prémio com esse nome foi lançado pelo jornal Marca com a benção do ministro dos desportos de Franco, o general Móscardo, a partir de 1953. Ao longo da história houve jogadores que marcaram uma era e venceram o prémio bem mais do que uma só vez. Os golos de Zarra, Di Stefano, Hugo Sanchez, Quini ou Puskas ficaram para a posteridade. Mas a história decidiu ficar com o nome de Pichichi, o avançado que faz ecoar do passado a precisão do seu disparo.



Miguel Lourenço Pereira às 12:27 | link do post | comentar

1 comentário:
De Xavier Orkall a 27 de Julho de 2010 às 15:21
Folgo em ver um artigo sobre um compatriota Basco. Alguns dados são discutíveis, mas sem dúvida que a lenda perdura. Pichichi ainda hoje é utilizado, a meu ver indevidamente, na luta pela autodeterminação de um povo - essa sim, uma causa justa mas que quase nunca é feita da melhor forma. Podias acrescentar que Pichichi não se revia na selecção espanhola da conturbada época em que se vivia

Corrige lá esta frase "O dianteiro vasco nasceu em 1892 em Bilbao." Não querias antes dizer Basco? É que ainda não estamos no Reino de Castela...


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Ya existe Avenida Eusebio, Estadio da Luz; NO EXIS...
¡Suerte....!
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO