Sexta-feira, 5 de Março de 2010

Todos os anos o cenário repete-se. Contra ventos e marés, debaixo de chuva torrencial, o norte gaulês aguenta as investidas do trio mais poderoso da última década. Todos eles instalandos tranquilamente no quente Languedoc. Como irredutiveis guerreiros, ao norte sempre ficará a resistência de Lille.

O futebol francês sempre se desenvolveu no eixo sul do país.

O calor do antigo Languedoc parece favorecer o talento rebelde das grandes equipas que durante largas décadas foram dominando o jogo. O Olympique Lyon foi o último de uma escola longa. Do Marseille dos anos 80 e 90, do Bordeux da década de 80 com o Saint-Ettiene como iniciador de um movimento nos anos 60 que raramente teve contestação. E se durante anos o eixo de resistência esteve a Ocidente - com o Reims e mais tarde Nantes e Rennes - a verdade é que hoje em dia o futebol do norte de França é um verdadeiro deserto. O PSG está eternamente adormecido. O Valenciennes é uma grata, mas pontual, surpresa. E tanto Rennes, como Lens, Nancy  ou Le Mans lutam na parte baixa da tabela. Sobre o inevitável Lille. Sempre o mesmo exército de guerreiros que durante 10 anos se tem erigido como baluarte do belo jogo numa terra onde o rugby tem vindo a ganhar cada vez mais protagonismo face ao desporto mais popular para os gauleses. E há bons motivos para que a cidade, bem na fronteira com a vizinha Bélgica, seja a irredutivel aldeia de resistentes. Contra tudo e contra tudo, Lille foi-se preparando para este duelo sem fim. Talvez porque foram eles, no pós-guerra, os primeiros a dominar o jogo.

 

Apesar de ser o eixo motor da economia gaulesa, os clubes do Norte são pobres comparativamente com os rivais do sul. E precisam de um planeamento cuidado para sobreviver. E não cair no poço da Ligue 2 onde muitos se vão afogando. O Lille é o exemplo perfeito de uma planificação cuidada e certeira. Vai vendendo de tempos a tempos os seus melhores talentos, muitas vezes aos rivais directos. E consegue sobreviver. Renascer das cinzas. O último a ir-se foi o brasileiro Michel Bastos, descoberto do nada. Cresceu e fez-se estrela, chegou à selecção. E não resistiu ao cheque em branco de Jean-Michel Aulas. Foi para o sul. Na sua antiga equipa já poucos se lembram dele. É assim a força dos Les Dogues.  

O clube foi fundado apenas em 1944. Só 25 anos depois se tornou profissional. E apesar dos titulos do pós-guerra tem um curto palmarés. Desde 2002 é presidido por Michel Seydoux, provavelmente um dos homens mais carismáticos do futebol francês. Num país onde os presidentes são figuras respeitadas - e até veneradas, num traço ainda bem latino do jogo - Seydoux é o maestro deste Lille. O celebre productor cinematográfico tomou controlo das finanças do clube, projectou o futuro estádio de 50 mil lugares que será inaugurado daqui a dois anos. E foi moldando uma pequena grande equipa, sempre competitiva.

Hoje Rudi Garcia é seguidor de uma escola começada há oito anos por Claude Puel.

O actual treinador do Lyon também não resistiu a viajar a sul. Mas o seu sucessor tem mantido o mesmo nível da equipa. O Lille - que já andou pela Champions League - é uma equipa ofensiva e forte na pressão alta. Tem debilidades no eixo defensivo e uma postura claramente ofensiva, o que lhe vale por vezes derrotas facilmente evitáveis e que, todos os anos, vão minando a candidatura real da equipa ao titulo. Mas esta-lhes no ADN. As vermelhos apostam num jogo largo e muito fisico. E no meio, emerge o talento. Foram vários os rostos do passado.

Hoje o destaque é o jovem belga Eden Hazard. Chamado a ser uma estrela de primeira linha, Hazard é o patrão de uma equipa que ganha muito com a força de Gervinho. O marfilense foi mais uma das descobertas de um óptimo centro de observação que tem garantido ao clube grandes jogadores a preço de saldo. Pelo clube passaram Abidal, Fahmi, Cygan, Cheyrou, Keita, Bodmer, Chalmé, Makoun, Sylva, Miralles, Bastos e até Patrick Kluivert, em fim de carreira. Todos eles determinantes no sucesso da equipa. Agora Garcia tem uma nova geração onde emergem Rio Mavuba, repescado em Villareal onde não encontrou o seu lugar, Frau, Tulio, Balmont e Idrissa. A eles juntam-se os já experientes Mickael Landreau, o português Ricardo Costa e o notável Yohan Cabaye. O médio defensivo é o patrão do meio-campo e forma com Mavuba e Hazard um trio de primeiro nível.

A cinco pontos do líder, o Girondins Bordeaux, é dificil perceber até que ponto pode o Lille quebrar com o dominio dos clubes do sul. Mediaticamente viu-se superado pela notável época do Montpellier. Segue atrás também de Lyon e Marseille, equipas com mais poderio financeiro e planteis mais equilibrados. Mas está na luta. Como sempre. Se as lesões respeitarem o seu quinteto de estrelas (Mavuba-Cabaye-Hazard-Gervinho-Tulio), a equipa pode aspirar a grandes feitos. Afinal, eles são os eternos resistentes.



Miguel Lourenço Pereira às 12:27 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Ya existe Avenida Eusebio, Estadio da Luz; NO EXIS...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO