Domingo, 17 de Maio de 2009

No dia em que o Manchester United se sagrou tricampeão de Inglaterra todos os jornais e revistas preparam-se para dedicar mais um suplemento especial aos Red Devils de Alex Ferguson. Foi mais uma conquista doméstica que fez com que o técnico escocês alcançasse o seu rival histórico em titulos conquistados. Mas depois de vencer dois anos consecutivos o Chelsea londrino - primeiro a Mourinho e mais tarde a Grant - este ano a equipa que obrigou a suar até ao fim a toda poderosa armada de Old Trafford provou que, passo a passo, é possível disputar por um trofeu que lhes escapa há vinte anos.

 

A grande equipa do ano na Premier League foi, sem dúvida, o Liverpool.

Apesar do merecidíssimo titulo de campeão do Man Utd - que voltou a ser a equipa mais completa sobre as quatro linhas - o poderio da armada de Ferguson era claro no papel e em campo demorou a tornar-se real. Cristiano teve um ano apagado e o colectivo suplantou as falhas individuais que foram tendo ao longo do ano os grandes craques do Manchester. Nuna se esperou realmente um cenário que não fosse o do triunfo do United. O que poucos acreditavam era que Rafa Benitez e o seu "Pool" subissem mais um degrau e terminassem a temporada no segundo posto, capazes de lutar pelo titulo até á penultima jornada da liga. Uma temporada única da equipa que, até ao dia de hoje, liderava em titulos a história da liga britânica. Mas depois de anos, onde o objectivo máximo era conseguir o quarto posto, a equipa de Merseyside provou estar de novo preparada para os grandes desafios. Se na Europa o Liverpool sempre se mostrou uma potência com Benitez (uma Champions, uma final perdida e várias meias-finais) em Inglaterra sempre parecia falhar nos momentos decisivos, perdendo pontos com equipas com menor potencial. Num plantel sem estrelas como o dos grandes rivais, a pouco e pouco Benitez encontrou o esquema táctico e os jogadores ideais para os potenciar. É verdade que o técnico manchego - um apaixonado obcecado pelo futebol - falhou em várias apostas pessoais suas (Voronin, a brilhar no Hertha de Berlin, o estranho caso de Robbie Keane,  a "não" explosão de Leiva que tanto prometia...) mas a realidade é que tem um onze titular sólido e com boas opções. Não é uma equipa de craques, mas é uma equipa que joga como um colectivo.

 

Neste Liverpool há um eixo que destaca sobre qualquer outro e que faz a diferença. A corrida de Babel ou Benayoum, o posicionamento de Mascherano ou de Kuyt, a frieza de Sktrl e Carragher, tudo isso é fundamental na manobra ofensiva dos vermelhos. Mas sem as tres peças chaves da engrenagem, a coisa não funciona tão bem.

No meio campo Xabi Alonso é o patrão. O antigo jogador da Real Sociedad pegou de estaca e provou a Benitez que errava quando pensava trocá-lo pelo igualmente brilhante Gareth Barry no Verão passado. Hoje em dia Alonso é um dos melhores médios defensivos europeus, fulcral para a equipa espanhola (que tem o luxo de optar por Senna) e essencial na ocupação do espaço a meio campo neste Liverpool. A sua exibição diante do Real Madrid ou do Man Utd provaram que tem muito que dar ainda a esta equipa. Não é por acaso que é prioridade para o novo presidente dos madrilenos que sabe bem que sem uma balança tão eficaz no banco, é impossivel controlar um jogo durante 90 minutos.

Igualmente chave é o trabalho do grande capitão. Justamente eleito pela imprensa como jogador do ano na Premier, há poucos elementos tão desiquilibrantes no futebol de hoje como Steven Gerrard. Este ano Benitez adiantou-o ligeiramente no terreno, de forma a permitir jogar directamente com Fernando Torres. E este duo provou ser letal. Rapido, incisivo e sem nunca desistir, tanto Gerrard como Torres são o santo e senha deste novo rosto vencedor do "Pool". O avançado espanhol é hoje, provavelmente, o melhor ponta de lança do Mundo e não fosse uma série de pequenas lesões a meio da época e podiamos estar a falar de outro resultado final bem distinto.

O trabalho de Gerrard e Torres é tão fulcral como foi, no passado, a dupla Keegan-Toshack ou Dalglish-Rush. Um binómio para a história e que tem toda a capacidade de fazer de novo a equipa do flaming um verdeiro titã do futebol. É verdade que o ano terminou e mais uma vez os adeptos de Anfield Road tiveram de voltar para casa de mãos vazias. Mas todos os fãs da mitica Kop sabem que o "You´ll Never Walk Alone" para o próximo ano terá mais força que nunca. Se Benitez souber limar as pequenas arestas que tem no seu plantel e se os seus elementos chaves voltarem a provar serem decisivos, o Liverpool é hoje, automaticamente, o grande candidato a destronar Ferguson e companhia, pela primeira vez á frente dos dois colossos londrinos. Num dia em que se celebram os vencedores, cuidado com os vencidos...eles procuram mais do que a honra de perder de pé!



Miguel Lourenço Pereira às 17:35 | link do post | comentar

1 comentário:
De espanhol a 30 de Abril de 2013 às 10:28
Sir Alex Ferguson quería fichar al portero gallego Diego López para el Manchester United, ya en 2007......


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO