Sexta-feira, 5 de Fevereiro de 2010

Não há catedrais góticas a impor-se sobre o Reno. Em lugar do passado, há futuro. As fábricas e prédios uniformes substituem as velhas e apertadas ruas. E no meio ergue-se o BayArena. Numa cidade que só existiu finalmente quando há muito fazia vibrar as suas gentes o ambiente é de festa. Acabará a maldição do "Vizekusen"?

 

Caminhar pelas ruas de Leverkusen é como entrar num mundo imaginário. Há 100 anos a cidade não existia. O seu nome deve-o ao primeiro homem que explorou a indústria na zona, um senhor muito sério chamado Carl Leverkus. Mas foi o homem que lhe comprou a fábrica, Friederich Bayer, quem ficou com a fama. A empresa Bayer, lider mundial em antibióticos, tornou-se no eixo central de pequenas localidades que hoje são bairros. A formalização da cidade de Leverkusen chegou já quando a equipa da fábrica disputava de forma sucessiva jogos nas divisões regionais. O futebol antecipa-se sempre ao mundo, mesmo que nunca nos apercebamos disso. A cidade continua a ser uma pequena e trabalhadora localidade onde há pouco espaço para o ócio. Salvo o Bayer04. A equipa tornou-se, desde os anos 80, presença regular na Bundesliga. E por várias vezes roçou o titulo. Acabou sempre por perder e tem apenas duas miseras taças na sua estante que serve de museu. Nenhuma Bundesliga. A imprensa, impiedosa na Alemanha como em qualquer outro sitio, mudou o nome à equipa. Chamavam-lhe o "Vizekusen", o eterno segundo. Terão coragem de continuar a dizer o mesmo?

 

Há poucas equipas ainda invenciveis nos campeonatos europeus. A esta altura do campeonato pelo menos. O Bayer 04 é uma delas. E parece complicado ver o conjunto rubro e negro cair. É tal a solidez e a naturalidade com que os de Leverkusen encaram desafio que os adversários - Bayern Munchen e Schalke 04, os mais directos perseguidores - vão desesperando. Ora é um desvio oportuno de Stefan Kiesling. Ou um remate colocado de Toni Kroos. Ou então Rene Adler que salva, sobre a linha, um golo inoportuno. Já passou de tudo isto ano na Bundesliga. Menos ver o Bayer 04 sair de cabeça baixa no final dos 90 minutos. A equipa é orientada por Jupp Heynckhes. O técnico alemão foi despedido com uma palmadinha nas costas do Bayern Munchen, depois de ter apagado o fogo que Klinsmann lá deitou para os lados de Munique. Entrou pela porta de atrás em Leverkusen, uma equipa do meio da tabela, simpática. E pouco mais. O trabalho do técnico tem-se notado mas o grande sucesso desta época do clube da Bayer radica ligeiramente mais acima, nos escritórios da direcção. Aí trabalho um desses jogadores polémicos que fizeram história e que agora percebem que nos bastidores, muitas vezes, há mais tempo para brilhar. Rudi Voeller é o grande artifice deste projecto.

 

O director-desportivo, muito mais tranquilo com o Mundo, montou uma equipa jovem e cheia de ambição. Com um pequeno orçamento foi recrutando jovens promessas e veteranos que ninguém parecia querer. Sammi Hyppia é um improvisado patrão na defesa. E assume o posto de forma imperial. Ao seu lado reune-se a juventude. Daniel Schwaab, Gonzalo Castro ou Luke Sinkiewicz. Todos eles jovens da "Nova Alemanha". Todos eles sedentos de titulos. Nas redes Adler vai provando, semana após semana, que é o herdeiro natural de uma baliza demasiado orfã de Oliver Kahn. O guardião tem um dos melhores registos de eficácia da prova e isso reflecte-se na equipa.

Com uma linha defensiva sólida onde os laterais jogam com uma imensa liberdade, a equipa expande-se num constante 4-4-2 que no terreno de jogo se torna em 2-2-2-2-2.  Um meio campo forte onde Arturo Vidal se tem exibido de forma sublime (fazendo esquecer a lesão do promissor Simon Rolfes) na companhia do brasileiro Renato Augusto, uma contratação cirúrgica de que poucos se aperceberam. A vagabundear no meio campo e no ataque uma nova raça de jovens lobos. O suiço Barnetta, os alemães Kiesling e Kroos - este emprestado pelo rival de Munique - e o turco Derdyadok. Nomes que impressionam pouco mas que têm, semana após semana, esmagado a concorrência.

 

A evolução desportiva da Bundesliga é notória e depois do sucesso inesperado do Wolfsburg na edição do ano passado poucos se atrevem a prever que o cenário não venha a repetir-se. Apesar dos grandes estarem bem perto do conjunto de Leverkusen, a equipa tem lidado bem com a pressão. Enquanto o conjunto ganho no terreno a Bayer vai ganhando com as aspirinas que os rivais têm de ir tomando porque esta equipa está composta por mais do que 11 invictus.



Miguel Lourenço Pereira às 00:01 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO