Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

No único jogo da era Jesualdo Ferreira em que o técnico portista deixou de lado o seu habitual modelo conservador e burocrata, o FC Porto esmagou com uma facilidade abrumadora um Sporting que no papel viajava ao Dragão como uma equipa corajosa mas que, na prática, foi uma inevitável avestruz. A vitória por 5-2, mais do que pelos números, reafirma mais uma vez o poder da supremacia creativa no tabuleiro de jogo.

Em teoria o 4-3-3 de Jesualdo Ferreira é mais cuidado e conservador do que o arrojado 4-1-3-2 que Carlos Carvalhal está a tentar implementar até Junho em Alvalade. O técnico do Sporting tinha feito uma interessante recuperação na liga mas a derrota em Braga deixou, uma vez mais, a nu, todas as debilidades da sua equipa. Por isso o seu esquema muitas vezes era um 4-3-1-2 disfarçado, com Moutinho e Veloso a serem forçados a recuar para ajudar um desamparado Adrien. Com Saleiro estático e Liedson domado, a boa vontade de Carvalhal esbarrou com a incapacidade de por em prática o seu plano mais ambicioso. E, acima de tudo, com a perfeita organização táctica do melhor FC Porto dos últimos meses. Jesualdo, que deixou em casa a membros-chave do exército portista, deixou de parte a sua tendência mais calculista e arriscou. E saiu-lhe bem, especialmente porque na sua nova equação mora um jogador capaz de trazer o equilibrio necessário às transições tão do seu agrado. Se até à chegada de Ruben Micael o FC Porto vivia em três secções totalmente separadas, ontem a equipa exibiu-se com uma harmonia inédita. O madeirense pautou o jogo no ataque, trouxe balanço ao sector defensivo e basculou o jogo à sua vontade. O resultado final não poderia ter sido outro.

 

O jogo começou com a tendência ofensiva dos da casa que esbarrou com a habitual inércia frente aos redes do rival. Foi sol de pouca dura. Por essa altura já João Moutinho era adormecido pelo rápido jogo do triângulo composto por Fernando-Micael-Belluschi. Pela primeira vez alinharam dois elementos criativos, o chamado número 10, num onze azul-e-branco. O Sporting nunca conseguiu lidar com essa dinâmica preparado que estava para mais um jogo de musculo como os muitos duelos entre leões e dragões nos últimos anos. Apesar da boa dinamica foi num confuso lance de bola parada que Rolando abriu o marcador. Um golo justo que ficou ensombrecido pelo empate, um potente remate de Izmailov que Beto não agarrou da melhor forma. O empate era um injusto prémio à passividade sportinguista e rapidamente a equipa da casa levantou cabeça e partiu para uma noite que ficará nos anais do recinto azul e branco. O oportunismo do colombiano Falcao, com dois tentos de belo efeito, e o movimento de Varela, destroçando pela enésima vez a um péssimo Grimi, ampliou a vantagem do FC Porto para 4-1. Por essa altura já Pongolle tinha rendido, sem que se tivesse feito notar, Saleiro e Adrien dava lugar a Matias Fernandez. O modelo de jogo do Sporting manteve-se igual e a dinamica portista também. Num lance atipico na sua atribulada relação com as bancadas do Dragão Mariano Gonzalez marcou um golo de bandeira. A braçadeira de capitão, por uma vez, acentou-lhe bem.

 

A vitória por 5-2 - Liedson reduziu já depois dos 90 - espelhou de forma clara a diferença de nivel entre Porto e Sporting. Os azuis e brancos conseguiram o lider de meio campo que necessitavam e dão boas sensações para os próximos desafios. Estão em quatro frentes e repletos de problemas internos e externos. Mas no campo a equipa desconectou e funcionou como nunca. Manter o nível será complicado. Mas possível. Já o Sporting foi vitima de uma clara supremacia creativa deixando bem claro que o musculo e o pulmão ajudam mas nunca são suficientes para uma equipa que em Agosto ambicionava em fazer deste o seu ano.



Miguel Lourenço Pereira às 15:14 | link do post | comentar

1 comentário:
De Ricardo a 3 de Fevereiro de 2010 às 17:05
Só não foram mais porque o FC Porto tirou o pé do acelerador, porque senão poderia ter sido uma goleada histórica. Os adeptos do FC Porto tinham noção disso e foi por essa razão que festejaram o golo do Liedson , que me pareceu ser o jogador menos conformado do Sporting.
O que me agradou mais não foi a vitória expressiva e contundente sobre um rival forte como o Sporting. O que mais me agradou foi ter visto um bom jogo de futebol do inicio ao fim, um bom espectáculo, sem casos (algo que não se vê muitas vezes nos palcos portugueses), e especialmente, gostei de ter visto um FC Porto com chama a jogar um futebol atractivo.
Aqueles que punham em causa a qualidade dos reforços do FC Porto tiveram que tomar comprimidos para a azia. O FC Porto todos os anos incorpora jogadores novos na sua equipa e os processos demoram a ser assimilados. As pessoas têm memória curta e esquecem-se que, por esta altura, no ano passado, foi quando o FC Porto começou a olear a maquina. Teríamos campeonato até ao fim se este não estivesse já decidido.


Comentar post

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO