Terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

E sucedeu o inevitável. Em ano de Mundial todas as esperanças estavam postas sobre as nações africanas. A CAN, pensava-se, seria o balão de ensaio ideal para o grande torneio de Junho. Mas as indicações que vão ficando desarmam os mais optimistas. A África do Magrebe continua a ditar as cartas na mesa e a África Negra que todos temiam volta a levantar muitas, muitas dúvidas.

A fase de Grupos já tinha deixado no ar que o Egipto - do que falaremos mais em detalhe noutra ocasião porque continua a ser um verdadeiro case-study - era a única selecção ao melhor nível. Os quartos-de-final comprovaram essa ideia. A África Negra até conta com um finalista assegurado. Mas não tem deslumbrado. E a cinco meses do Mundial fica no ar a sensação de que o sonho daqueles que querem ver uma equipa africana a levantar o troféu ficará, uma vez mais, adiado. Pode ser uma conclusão precipitada, mas contra factos dificilmente há argumentos. E o jogo de Camarões, Costa do Marfim - já eliminados - e Gana e Nigéria - semi-finalistas - deixa muito a desejar. A queda ontem dos Leões Indomáveis e a eliminação surpresa da Costa do Marfim, confirmam que o futebol africano continua a estar bem dividido entre os nomes e a força e o talento e a táctica. O futebol magrebino da Argélia e Egipto pode não dispor de estrelas do gabarito de Drogba e Etoo - desaparecidos ao largo de toda a prova - mas há naquelas selecções uma sensação de colectivo e disciplina que o futebol da África central e sul não conhece. Ver a teia montada por egipcios e argelinos é recuar décadas até à época da inocência do jogo. E houve realmente jogadores muito inocentes. Num duelo com uma equipa europeia ou sul-americana, mais matreiros do que qualquer onze africano, esses são erros que se pagam.

 

Se a Angola já tinha demonstrado que era fogo de vista, a tipica ilusão do anfitrião, já o jovem Gana desiludiu. O seleccionador ganês apostou na equipa que venceu o Mundial de sub20 e vários dos jovens dessa equipa mostraram-se a bom nível. Mas pareceram ainda muito verdes. Os ganeses marcaram e passaram o resto do jogo a defender, num exercicio de calculismo utilizado para esconder as deficiencias gritantes do conjunto que está na lista dos favoritos para o Mundial. A jogar assim é fácil antever que o Gana será uma presa fácil para a Alemanha e Sérvia, muito mais incisivos e metódicos. E letais na hora H. Também a Nigéria, a última a qualificar-se, exibiu o seu pior rosto em largos anos. Depois de uma fase de grupo deprimente, as águias verdes tinham oportunidade de se redimir frente à surpresa chamada Zâmbia. Não conseguiram. Foram lentos, previsiveis e sem chama. A defesa nigeriana errou de forma constante e ao rival faltou aquele sentido de oportunidade que falta às grandes equipas. O apuramento no sofrimento dos penaltys depois de um agonizante empate a 0 em 120 minutos diz muito da inoperância dos nigerianos que no próximo Mundial terão mais sorte que outros. Argentina, Grécia e Coreia do Sul são rivais acessiveis mas o nível futebolistico dos nigerianos terá de subir uns bons degraus.

 

Para o fim deixamos os casos mais claros. Os favoritos.

Camarões e Costa do Marfim continuam a sua particular via sacra na CAN. As duas formações apresentam-se como as mais emblemáticas do continente e muitos depositam neles grandes esperanças. E o seu jogo também se assemelha. Tal como os seus defeitos. Treinados por europeus experientes, tanto os camaroneses como os marfilenhos vivem da desordem. São equipas que apostam na velocidade e pressão no ataque mas que carecem de miolo, de cultura táctica na defesa. Facilmente surpreendidos no contra-golpe, manobráveis no meio campo e superáveis com uma defesa capaz de anular as suas peças-chave, o futebol de Camarões e Costa do Marfim foi, durante os jogos disputados, absolutamente previsível. A vitória do Egipto ontem, apesar de lograda no prolongamento, resultou de um trabalho de analise metódico pelos egipcios. Os camaroneses nunca estiveram cómodos sobre o relvado. Já a Costa do Marfim mostrou ter um bom ataque mas uma defesa de papel. Em cinco minutos sofreu dois golos impossíveis. Desses que matam. Portugal que tome nota. Defender bem, circular a bola no miolo e ataques incisivos. É só o que é preciso para dobrar uma equipa que teima em não vencer a CAN e que agora se apresenta na mó de baixo para um Mundial que muitos queriam que fosse seu.

O norte de África será representado pela Argélia. Uma equipa muito organizada atrás mas pouco incisiva no ataque. Dos argelinos pouco se espera e agora resta ver como lidarão com a pressão dos egipcios nas meias-finais, onde se discute mais do que um lugar no último desafio. O Egipto quer limpar a honra ferida. Com a África do Sul como organizador-fantoche, as esperanças dos adeptos africanas ficam resumidas a quatro equipas que continuam a anos-luz dos grandes. Apesar dos imensos talentos que vão brotando do continente, o dominio da técnica e táctica continua a ser, em muitos casos, um quebra-cabeças. Resta ver o que nos reserva Junho nesse Inverno africano que a tantos tem deixado com uma interrogação na mente.



Miguel Lourenço Pereira às 10:23 | link do post | comentar

.O Autor

Miguel Lourenço Pereira

Fundamental.
EnfoKada
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


FUTEBOL MAGAZINE. revista de futebol online


Futebol Magazine


Traductor


Ultimas Actualizações

Toni Kroos, el Maestro In...

Portugal, começar de novo...

O circo português

Porta de entrada a outro ...

Os génios malditos alemãe...

Be right back

2014, um Mundial de parad...

Brasil vs Alemanha, o fim...

Di Stefano, o jogador mai...

Portugal, as causas da hu...

Últimos Comentários
ManostaxxGerador Automatico de ideias para topicos...
ManostaxxSaiba onde estão os seus filhos, esposo/a...
En el libro último de Carlos Daniel ni siquiera se...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
.Xavi e o melhor jogador meio campista atual e da ...
Posts mais comentados
69 comentários
64 comentários
47 comentários
Arquivo
.Do Autor
Cinema
.Blogs Portugueses
4-4-2
A Outra Visão
Açores e o Futebol
Duplo Pivot
Foot in My Heart
Futebol Finance
Futebol Portugal
Lateral Esquerdo
Leoninamente
Minuto Zero
Negócios do Futebol
Pitons em Riste
Porta 19
Portistas de Bancada
Reflexão Portista
TreinadorFutebol
.Blogs Internacionais
Os mais destacados blogs internacionais de futebol
.Imprensa Desportiva
Edições Online Imprensa
Aviso

Podem participar nesta tertúlia futebolistíca enviando os vossos comentários e sugestões à direcção de correio electrónico: Miguel.Lourenco.Pereira@gmail.com


Bem Vindos a Em Jogo...


Nota



O Em Jogo informa os leitores que as fotos publicadas não são da autoria do weblog sendo que os seus respectivos direitos pertencem aos seus legítimos autores.



Siga o Em Jogo através do:

Follow Em_Jogo on Twitter


Em Jogo

Crea tu insignia

Bem vindo!

Categorias

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO